sicnot

Perfil

Mundo

Presidente sul-africano deve restituir 455 mil euros ao Estado

O Presidente sul-africano, Jacob Zuma, deve restituir ao Estado 500.000 dólares (455.000 euros) no escândalo da sua residência privada, recomendou hoje o ministro das Finanças, encarregado pela justiça de determinar o montante da soma devida.

© Mike Hutchings / Reuters

A soma "que o Presidente deve pagar pessoalmente corresponde a 7.814.555 rands (cerca de 455.000 euros)", equivalente a uma parte dos trabalhos efetuados na sua propriedade com dinheiro público, indicou o Tesouro num documento entregue ao Tribunal Constitucional e obtido pela agência France Presse.

No final de março, o Tribunal Constitucional considerou que o chefe de Estado tinha violado a Constituição ao recusar-se a reembolsar os custos de renovação da sua propriedade privada não ligados à segurança.

Em causa estavam a piscina, um centro para visitantes, um anfiteatro, um espaço cercado para gado e um galinheiro.

A justiça, chamada a pronunciar-se sobre o caso pela oposição, pediu às Finanças para determinar a soma a restituir.

O Tribunal Constitucional tem agora de aprovar o montante e o Presidente Zuma terá depois 45 dias para fazer o reembolso do valor determinado.


Lusa

  • Vidas de fogo
    12:04

    Reportagem Especial

    Este ano durante o período mais crítico dos fogos, estão no terreno quase dez mil operacionais, a maioria bombeiros voluntários. A Reportagem Especial da SIC deste domingo "Vidas de fogo" dá a conhecer histórias de bombeiros que sobreviveram às chamas enquanto serviam o país.

  • Portugal "precisa avançar no trabalho" para reduzir crédito malparado
    1:36

    Economia

    Bruxelas recomenda e insiste que o Governo português avance no trabalho para resolver o crédito malparado. Em entrevista à SIC e ao Expresso, o vice-Presidente da Comissão para o Euro e Estabilidade Financeira, Valdis Dombrovskis, adianta que Bruxelas está também a preparar um Plano de Ação ao nível europeu.

    Entrevista SIC/Expresso

  • Líder do Daesh abatido durante fuga

    Daesh

    Um líder do Daesh e o assistente foram abatidos pela polícia iraquiana, em Mossul. A notícia é avançada pela agência EFE que esclarece que os dois homens terão sido mortos enquanto fugiam do Oeste para Este da cidade iraquiana através do rio Tigre.