sicnot

Perfil

Mundo

Todos os anos morrem 6,5 milhões de pessoas devido à poluição do ar

Todos os anos, 6,5 milhões de pessoas morrem no mundo devido à poluição do ar. Um estudo divulgado hoje pela Agência Internacional de Energia deixa o alerta: a poluição atmosférica é hoje em dia uma crise de saúde pública.

Dentro do regime de "alerta laranja" decretado pelas autoridades locais, pela primeira vez, as mais de 2000 escolas do municipio devem suspender as atividades ao ar livre.

Dentro do regime de "alerta laranja" decretado pelas autoridades locais, pela primeira vez, as mais de 2000 escolas do municipio devem suspender as atividades ao ar livre.

ROLEX DELA PENA

É o primeiro estudo da agência sobre a poluição atmosférica. Baseada em Paris, a AIE conta com 29 membros, países industrializados, e foi criada em resposta ao embargo ao petróleo árabe de 1973, com o propósito de encontrar respostas aos temas da energia.

"Para resolver os problemas energéticos atuais, a AIE tem de ter consigo os seus 'jogadores' mais importantes", afirma o diretor do Centro de Política Energética da Universidade de Columbia.

Para tal, defendem os especialistas, é necessário o envolvimento da China e a Índia, cujas cidades são frequentemente afetadas por uma sufocante poluição atmosférica.

Ajudar estes países a resolver os problemas através de uma crescente eficiência energética ou através da filtragem dos poluentes poderia levar a um maior progresso energético.Através de soluções de baixo custo, estes países conseguiriam terim êxito na redução da poluição no próximo quarto de século, defende Fatih Birol, diretor da AIE.

A China, por exemplo, necessita de abandobar as centrais de carvão e estabelecer regras mais restritas para os veículos motorizados, acrescenta.

Na Índia, se medidas como estas fossem adotadas, a proporção da população exposta a uma elevada concentração de partículas finas cairia em 20% em 2040 - em vez dos 60% atuais.

Mas para tal - alerta - "temos de fazer entender a estes países que os seus problemas são os nossos problemas", afirma Birol.

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.