sicnot

Perfil

Mundo

Homem tentou pegar fogo a um avião da Air France na Serra Leoa

Um homem tentou pegar fogo a um avião da Air France no maior aeroporto da Serra Leoa, depois de ter entrado no avião sem passaporte ou cartão de embarque, disse hoje um tribunal.

© Philippe Wojazer / Reuters

Os funcionários do aeroporto garantiram que a segurança ia ser reforçada depois de Ibrahim Kanu ter tentado embarcar no voo com gasolina, fósforos e um isqueiro, no dia 24 de junho, no Aeroporto Internacional de Lungi, perto da capital Freetown.

A acusação dizia que Kanu tentou entrar na área restrita reservada aos funcionários e apanhou um autocarro de ligação ao avião, que se acredita ter sido um Airbus A330-200 com Paris como destino.

A empresa britânica Westminster Group é a responsável pela segurança no aeroporto mas ainda não comentou o caso publicamente.

O pedido de fiança de Kanu foi rejeitado hoje com a justificação de que ele era um risco para o voo e foi acusado de "uma grave ofensa criminal".

O diretor geral da Autoridade do Aeroporto, Idrissa Fofanah, disse aos jornalistas que a vigilância foi reforçada depois do incidente.

Lusa

  • "O bom senso obriga a acordo para a estabilização do sistema financeiro"
    2:06

    Economia

    O Presidente da República disse esta quarta-feira que "o bom senso obriga a que todos estejam de acordo para a estabilização do sistema financeiro". Num aparente recado a Passos Coelho, Marcelo apelou a um consenso de regime e avisou que "não há prazer tático que justifique o desgaste" provocado pelas divisões atuais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.