sicnot

Perfil

Mundo

ONU estende mandato dos Capacetes Azuis no Mali e envia mais soldados

O Conselho de Segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) decidiu hoje estender por mais um ano a operação no Mali e reforça-la com mais de 2.500 novos efetivos.

(Arquivo)

(Arquivo)

Reuters

A resolução, proposta por França e aprovada por unanimidade pelos 15 países do Conselho de Segurança, renova por mais um ano o mandato da missão de estabilização MINUSMA no país que enfrenta uma rebelião jihadista.

A MINUSMA passa a ter 13.289 soldados (contra 11.240 até agora) e 1.920 polícias (em vez de 1.440), naquela que é a missão mais perigosa entre as 16 que estão destacadas pela ONU atualmente.

A missão da ONU tem como "prioridades estratégicas" ajudar o Governo maliano na aplicação do acordo de paz assinado há um ano com os grupos armados do norte, no restabelecer da autoridade no norte e centro do país e na organização de eleições.

Para proteção dos civis, os Capacetes Azuis devem "antecipar e eliminar ameaças" com medidas como o patrulhamento nas áreas de risco, podendo ainda contar com o auxílio dos militares franceses presentes no Mali e na África subsariana.

Também são autorizadas "operações diretas" contra os jihadistas, apenas "em casos de ameaças graves e credíveis".

No período de um ano, a missão perdeu 27 soldados e teve 112 feridos, sendo considerada a mais perigosa entre as 16 missões da ONU.

Lusa

  • Confirmados dois novos casos de legionella

    Legionella

    Dois novos casos de legionella foram esta quarta-feira confirmados. A informação foi avançada em comunicado pela Direção-Geral da Saúde. Tratam-se de duas pessoas com mais de 80 anos, internadas no Hospital São Francisco Xavier e no Egas Moniz, ambas em situação clínica estável.

  • Quem é o novo Presidente do Zimbabué?
    2:15

    Mundo

    Emmerson Mnangagwa é o sucessor de Robert Mugabe que regressou esta quarta-feira da África do Sul, onde estava refugiado. No primeiro discurso, o Presidente do Zimbabué falou de uma nova democracia no país. Mnangagwa, conhecido como crocodilo, é suspeito de atrocidades na guerra civil pós-independência. 

  • Diminuem as hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino
    3:09

    Mundo

    As hipóteses de salvar os tripulantes a bordo do submarino argentino, desaparecido há 8 dias, começaram a diminuir, uma vez que o chamado "tempo de segurança" já foi ultrapassado. A Marinha portuguesa está a acompanhar o caso do submarino que está desaparecido há oito dias. As hipóteses de salvar os tripulantes vão diminuindo.

  • Comprar um carro em segunda mão sem ser enganado 
    8:44
  • O que aprendemos com secas anteriores?
    32:50