sicnot

Perfil

Mundo

Cardeal de Lyon afasta quatro padres por suspeitas de pedofilia

O cardeal Philippe Barbarin, responsável pela diocese de Lyon, afastou quatro sacerdotes por suspeitas de pedofilia depois de consultar um painel de especialistas.

Laurent Cipriani

A diocese anuncia que foram identificados quatro padres e que os mesmos já foram afastados do sacerdócio. Garante ainda que decidiu aplicar "medidas de acompanhamento especiais" para os outros casos em investigação. Até ao momento não foram avançados nomes, mas segundo revela o "Le Figaro" uma fonte autorizada garante que no total estarão implicados doze padres.

A decisão do cardeal Barbarin, teve por base "novos padrões na luta contra os abusos sexuais". A diocese avança mesmo com duas medidas sancionatórias: "cada padre envolvido em atos de agressão sexual, qualquer que seja a época dos factos e data da descoberta do mesmo, vai ser definitivamente afastado"; "cada sacerdote suspeito de prática de abuso sexual, vai ser objecto de acusação ou julgamento perante um tribunal penal".

Entretanto já foi aberta uma investigação canónica no seio da igreja francesa.

  • "Hoje vi chover lume"
    3:57
  • A Minha Outra Pátria
    29:53
  • Milhares de clientes da CGD vão pagar quase 5€/ mês por comissões de conta
    1:24

    Economia

    Milhares de clientes da Caixa Geral de Depósitos (CGD), que até aqui estavam isentos de qualquer pagamento, vão começar a pagar quase 5 euros por mês por comissões de conta. A medida abrange também reformados e pensionistas e entra em vigor já em setembro. Ainda assim, os clientes com mais de 65 anos e uma pensão inferior a 835 euros por mês continuam isentos.

  • O apelo da adolescente arrependida de ir lutar pelo Daesh

    Daesh

    Uma adolescente alemã que desapareceu da casa dos pais, no estado da Saxónia, esteve entre os vários militantes do Daesh detidos este fim de semana na cidade iraquiana de Mossul. Arrependida do rumo que deu à sua vida, deixou um apelo emocionado em que expressa, repetidamente, a vontade de "fugir" e voltar para casa.

    SIC