sicnot

Perfil

Mundo

Justiça brasileira bloqueia contas bancárias do WhatsApp no país

A Justiça brasileira ordenou hoje o bloqueio de contas do serviço de mensagens rápidas WhatsApp, no Brasil, porque a empresa não cumpriu uma decisão judicial de libertar mensagens trocadas por traficantes investigados pela Polícia Federal.

© Nacho Doce / Reuters

O total de verbas bloqueado foi de 19,5 milhões de reais (5,5 milhões euros).

Segundo o portal de notícias G1, a decisão é um desdobramento da Operação Quijarro, que deteve na passada quarta-feira vários elementos de uma organização criminosa especializada no tráfico internacional de drogas.

Ao contrário do que aconteceu em 2015 e já este ano, a justiça brasileira só bloqueou as contas do WhatsApp e não suspendeu o serviço.

A empresa ainda não se manifestou sobre a decisão.

O valor bloqueado diz respeito a multas acumuladas durante os últimos cinco meses.

A operação Quijarro foi desencadeada nos Estados do Paraná, São Paulo e Mato Grosso do Sul para investigar a ação de grupos responsáveis pelo transporte de cocaína, que estava instalado em Londrina, no norte do Paraná.

Lusa

  • Suécia conquista primeira vitória no Mundial frente à República da Coreia (1-0)

    Mundial 2018 / Suécia

    Depois de uma ausência de 12 anos nos campeonatos do mundo, a Suécia volta e começa a ganhar. Um penálti de Andreas Granqvist aos 65 minutos garantiu a vitória frente à República da Coreia na fase de grupos do Mundial. As equipas jogam pelo grupo F, onde também estão a Alemanha e o México. Veja aqui o golo e os lances da partida.

  • Combate ao terrorismo e corrupção são prioridades do novo diretor da PJ
    2:42

    País

    O novo diretor da Polícia Judiciária diz que o combate ao terrorismo e à corrupção estão entre as maiores prioridades para a PJ. Mas alerta que são precisos meios para cumprir essa missão. Luís Neves tomou posse esta manhã, depois de 20 anos ligados à investigação do crime mais violento.

  • Três mortos e mais de 200 feridos do sismo no Japão
    1:07

    Mundo

    Pelo menos três pessoas morreram e mais de 200 ficaram feridas na sequência de um sismo de magnitude 6,1 na escala de Richter que atingiu hoje a região oeste do Japão, segundo um novo balanço das autoridades nipónicas. Uma das vítimas mortais era uma criança de 9 anos.

  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43