sicnot

Perfil

Mundo

Anulado resultado das eleições presidenciais na Áustria

O Tribunal Constitucional da Áustria anunciou hoje a anulação do resultado das presidenciais de maio devido a irregularidades na contagem dos votos. O ecologista Alexander Van der Bellen venceu as eleições, com 50,3 por cento dos votos, contra o candidato de extrema-direita, Norbert Hofer. Esta decisão sem precedentes, que valida o recurso interposto pelo partido FPO de Hofer, abre caminho à realização de novas eleições no outono.

Alexander Van der Bellen devia assumir a 8 de julho as funções presidenciais, que vão ser asseguradas interinamente pela presidência da câmara baixa do Parlamento austríaco.

Alexander Van der Bellen devia assumir a 8 de julho as funções presidenciais, que vão ser asseguradas interinamente pela presidência da câmara baixa do Parlamento austríaco.

© Heinz-Peter Bader / Reuters

Van der Bellen devia assumir a 8 de julho as funções presidenciais, que vão ser asseguradas interinamente pela presidência da câmara baixa do Parlamento austríaco.

A segunda volta das eleições "deve ser novamente organizada em toda a Áustria", anunciou Gerhart Holzinger, presidente da mais alta jurisdição do país, na leitura da decisão.

"Esta decisão destina-se a reforçar a confiança no nosso Estado de direito e na democracia", acrescentou o juiz, explicando que esta anulação não fazia "nem vencedor, nem vencido".

Os juízes do Tribunal Constitucional não encontraram fraudes ou manipulações no escrutínio de 22 de maio, mas várias negligências na contagem dos votos nas urnas e por correspondência que mancham a validade do resultado.

O inquérito e as audições do tribunal permitiram confirmar que várias dezenas de milhares de boletins da votação por correspondência foram contados de forma irregular, quer tenha sido fora das horas legais, ou por pessoas não autorizadas, numa prática até aqui tolerada.

A contagem daqueles votos só estava autorizada a partir das 09:00 de segunda-feira, 23 de maio, mas algumas assembleias de voto começaram a contar mais cedo. Os votos por correspondência representaram 16,7% dos sufrágios expressos.

Van der Bellen venceu com 30.863 votos de vantagem sobre Hofer, totalizando 50,3% dos sufrágios na segunda volta das presidenciais austríacas, no final de maio.

Hofer não conseguiu ser o primeiro chefe de Estado europeu oriundo de um partido de extrema direita.

As funções presidenciais vão ser asseguradas pela presidente, Doris Bures (SPO, Partido Social-Democrata) e os dois vice-presidentes, Karlheinz Kopf (OVP, Partido Popular) e Norbert Hofer (FPO, Partido da Liberdade) do Conselho Nacional, a câmara baixa do parlamento austríaco.

Lusa

  • "Às vezes o senhor primeiro-ministro irrita-me um bocadinho"
    2:05

    País

    O Presidente da República disse esta quinta-feira de manhã que António Costa é "irritantemente otimista" por teimar em "ver violeta-rosa onde há roxo". Marcelo Rebelo de Sousa recordou ainda Mário Soares numa aula no Colégio Moderno, em Lisboa.

  • Montenegro nunca será candidato contra Passos
    0:50
  • Cientistas testam útero artificial em cordeiros prematuros

    Mundo

    Um grupo de cientistas desenvolveu um útero artificial - o Biobag - que se assemelha a uma bolsa de plástico e que ajuda no desenvolvimento de cordeiros prematuros. O método foi testado nestes animais mas os cientistas do Hospital Pediátrico de Filadélfia, nos Estados Unidos, garantem que poderá vir a ser utilizado também em bebés que nascem prematuros.

  • Exame ao sangue descobre cancro um ano antes do reaparecimento

    Mundo

    Uma equipa de investigadores britânicos descobriu uma maneira de identificar o regresso do cancro, com um ano de antecedência. Através de um exame ao sangue, a equipa conseguiu identificar os primeiros sinais da doença, uma série de células invisíveis ao raio-X e à TAC. A descoberta pode vir a permitir tratar o cancro mais cedo e, como resultado, poderá aumentar as chances de o curar.

  • Casados há 69 anos, morrem de mãos dadas com 40 minutos de diferença

    Mundo

    Isaac Vatkin, de 91 anos, morreu cerca de 40 minutos depois de Teresa, de 89 anos, no passado sábado no Highland Park Hospital, no estado norte-americano Ilinóis. "Não queríamos que fossem embora, mas não podíamos pedir que partíssem de melhor maneira", afirmou o neto William Vatkin. O casal morreu no hospital poucos dias depois de celebrarem 69 anos de casados.

  • Trump cria linha de apoio a vítimas de "extraterrestres criminosos"

    Mundo

    Quando o Governo norte-americano usa o termo "extraterrestre criminoso", refere-se a alguém que não é cidadão dos Estados Unidos da América e que foi condenado por um crime. Quando a mesma expressão é usada pelos utilizadores do Twitter, o significado é completamente diferente. Os internautas pensam na série Ficheiros Secretos e em discos voadores. Por isso, o lançamento de uma linha telefónica, por parte da Casa Branca, para as vítimas de "extraterrestres criminosos" só podia dar em confusão.