sicnot

Perfil

Mundo

Festa do Orgulho Gay no centro de Madrid este fim de semana

O centro de Madrid estará em festa este fim de semana com os festejos do Orgulho Gay, que este ano vão recordar as vítimas do atentado de Orlando (EUA) e assumir pela primeira vez a defesa da bissexualidade.

Festejos do Orgulho Gay em Madrid, em julho de 2015.

Festejos do Orgulho Gay em Madrid, em julho de 2015.

© Javier Barbancho / Reuters

Segundo os organizadores, serão umas festas "cheias de cor, música e cultura" em todos os seus cenários e terão um apoio institucional "realmente importante" com a presidente da câmara de Madrid, Manuela Carmen, a dar as boas vindas aos participantes.

O coordenador-geral das festas, Juan Carlos Alonso, salientou que um dos eventos principais será a Manifestação Estatal do Orgulho LGTB (lésbicas, homossexuais, transsexuais e bissexuais) de sábado, "a maior da Europa", que se celebrará com os lemas "Leis para a igualdade real, já" e "2016. Ano da visibilidade bissexual na diversidade".

Os organizadores esperam ter mais de um milhão e meio de pessoas a desfilar da rotunda de Atosha até à Praça Colón, onde se prevê a presença de Manuela Carmen.

As festas, que terminam no domingo, têm o ponto mais alto este sábado, mas desde quarta-feira já começaram, centradas principalmente no bairro da Chueca, conhecido por ter uma grande comunidade homossexual.

A assembleia municipal de Madrid aprovou na quarta-feira, com os votos a favor dos partidos Ahora Madrid, PSOE e Ciduadanos e a abstenção do PP, a declaração de "interesse geral" das Festas do Orgulho Gay, o que permite a não-obrigatoriedade de respeito dos níveis máximos de ruido durante a celebração.

Mais de mil polícias, paramédicos e bombeiros irão velar pela manifestação de sábado.

Lusa

  • "A nossa lei tem demasiados buracos"
    0:44

    País

    Rui Cardoso acusa a classe política de não querer resolver os problemas da corrupção em Portugal. Entrevistado na Edição da Noite da SIC Notícias o magistrado do Ministério Público considera que ainda há um longo caminho a percorrer no combate à corrupção.

  • Salah Abdeslam deixa cadeira vazia na leitura da sua sentença
    2:05

    Mundo

    O único suspeito vivo dos ataques de Paris em 2015 foi esta segunda-feira condenado a 20 anos de prisão por um tribunal belga, num processo paralelo: um tiroteio em março de 2016, em Bruxelas. Tanto Salah Abdeslam como o cúmplice não quiseram estar na leitura da sentença. O julgamento de Salah Abdeslam pelos ataques de Paris só deverá acontecer no próximo ano, em França.

  • Beyoncé e a irmã caem e o vídeo torna-se viral

    Cultura

    Beyoncé voltou este fim de semana a subir ao palco do Coachella, depois de ter atuado na primeira semana do festival que decorreu no deserto da Califórnia, nos EUA. A cantora norte-americana voltou a brilhar, mas foi o momento em que caiu no palco com a irmã, Solange, que acabou por se tornar viral.

    SIC

  • Cientistas querem sequenciar genomas de 15 milhões de espécies

    Mundo

    Um consórcio internacional de cientistas, que por enquanto não inclui portugueses, propõe-se sequenciar, catalogar e analisar os genomas (conjuntos de informação genética) de 15 milhões de espécies, uma tarefa que levará dez anos a fazer, foi divulgado esta segunda-feira.