sicnot

Perfil

Mundo

Google ativa cabo submarino de nove mil quilómetros entre os EUA e Japão

A empresa de tecnologia Google anunciou na quinta-feira a ativação de um cabo de Internet submarino de alta velocidade de nove mil quilómetros entre os Estados Unidos e o Japão, em que estava a trabalhar desde 2014.

© Eric Gaillard / Reuters

O cabo, batizado com o nome "Faster" (mais rápido), tem uma velocidade de 60 terabyte por segundo, dez milhões de vezes mais rápido que o típico modem e custou 300 milhões de dólares (cerca de 270 milhões de euros).

"Os utilizadores de Internet e nossos clientes no Japão devem ter notado que as coisas acontecem um pouco mais rápido. O nosso cabo submarino Faster entre o Japão e os Estados Unidos entrou hoje oficialmente ao serviço", afirmou através da Google Plus o vice-presidente da infraestrutura da Google, Urs Holzle.

O cabo é o mais potente de todos os cabos submarinos e uma das suas particularidades é o de emitir luzes de múltiplas cores em distintas frequências.

"Faster é um das várias centenas de cabos submarinos que ligam distintas partes do mundo e que, em conjunto, integram uma importante espinha dorsal que contribui para o funcionamento da Internet", explicou Holzle.

O primeiro cabo transoceânico, que se utilizou para comunicações, para se transmitir telegramas, foi instalado em 1906.

A maioria dos cabos funcionam dentro dos países e entre continentes, mas alguns cruzam oceanos como o Atlântico.

O cabo SEA-ME-WE 3, que liga a Europa à Austrália e Ásia, é o maior do mundo, com uma extensão de 39.000 quilómetros e 39 pontos de conexão terrestre.

O Facebook e a Microsoft estão atualmente a trabalhar no desenvolvimento de um cabo submarino, que se vai chamar Marea, e deverá estar pronto ainda este ano.

O Marea será o primeiro cabo a conectar os Estados Unidos com o sul da Europa, em concreto as cidades de Virgínia (Estados Unidos) e Bilbao (Espanha.

Lusa

  • Santana Lopes confirma buscas na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa
    1:26

    País

    Pedro Santana Lopes confirmou esta quarta-feira a realização de buscas por parte da polícia judiária à Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. O provedor da Santa Casa disse aos jornalistas que o processo está relacionado com suspeitas em compras efetuadas pela Misericórdia, situação que há dois anos já tinha sido objeto de inquérito interno.

  • Oposição aproveita debate quinzenal para questões sobre a CGD
    2:35

    Caso CGD

    A oposição aproveitou o debate quinzenal para questionar o primeiro-ministro sobre a polémica em torno da Caixa Geral de Depósitos. O CDS exigiu provas de António Costa para afirmar que as contas do banco foram maquilhadas e o PSD perguntou ao primeiro-ministro se não estranha a demissão de António Domingues quando este apresentou a declaração de rendimentos.

  • Turismo da Madeira investe mais de 3 milhões de euros no programa de festas
    2:22

    País

    A Madeira já vive a época de Natal. O turismo da região investiu mais de 3 milhões de euros no programa de festas de Natal e Fim de Ano para atrair os turistas. Os residentes e também turistas aproveitam para desfrutar do ambiente mágico proporcionado pelas tradicionais iluminações à mistura com as decorações e gastronomia típicas da quadra.

  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.