sicnot

Perfil

Mundo

Bombardeamentos do regime sírio em localidade rebelde fazem 43 mortos, incluindo crianças

Os intensos bombardeamentos lançados pelo regime sírio, no sábado, contra uma localidade rebelde, próxima da capital, fez 43 mortos, incluindo crianças e pessoal médico, segundo um novo balanço divulgado hoje pelo Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH).

© Abdalrhman Ismail / Reuters

Jairud, a 60 quilómetros a nordeste de Damasco, foi palco, este sábado, durante horas, de ataques aéreos e de artilharia, que puseram termo a uma trégua acordada entre o regime e responsáveis locais que vigorava há dois anos.

Rami Abdel Rahman, diretor da organização não-governamental com sede em Londres, afirmou que dois médicos figuram entre as vítimas mortais, bem como crianças e mulheres.

O bombardeamento -- o primeiro em Jairud em pelo menos dois anos -- surgiu depois de, na sexta-feira, as forças sírias terem prometido vingar a captura e morte de um dos seus pilotos, cujo avião caiu perto de Jairud devido a "problemas técnicos", pelo grupo rebelde Jaich al-Islam (Exército do Islão), presente naquela localidade.

O grupo anunciou ter abatido o avião e capturado o piloto, mas o seu porta-voz divulgou depois uma foto do piloto caído no chão e com um buraco de bala na nuca e acusou o ramo da Al-Qaida na Síria, a Frente al-Nusra, também presente em Jairud, de o ter executado.

Hoje, Rami Abdel Rahman afirmou que figuras proeminentes de Jairud alcançaram um acordo com membros do governo "para que combatentes [rebeldes] deixassem a cidade como moeda de troca pela entrega do corpo do piloto".

Uma página do Facebook administrada por ativistas de Jairud que publica notícias sobre a cidade diz que os rebeldes começaram a retirar-se das suas bases na cidade durante a madrugada.

Mais de 280 mil pessoas morreram desde o início da guerra civil na Síria, em março de 2011.

Lusa

  • Outros casos de fuga de prisões portuguesas
    2:58

    País

    Nos últimos cinco anos, 52 reclusos fugiram de cadeias portuguesas, mas foram todos recapturados. Entre 1999 e 2009, fugiram oito reclusos da prisão de Caxias. Em 2005, um homem condenado a 21 anos de prisão fugiu de Coimbra, viajando por França e pela Polónia. Manuel Simões acabou por ser detido no regresso a Portugal.

  • Portugal sem resposta de Moçambique sobre português desaparecido em Maputo
    1:25

    País

    Portugal tem tentado, sem sucesso, obter respostas das autoridades moçambicanas sobre o rapto de um empresário português há sete meses. De acordo com a notícia avançada este domingo pelo jornal Público, uma carta enviada há duas semanas pelo Presidente da República ao homólogo moçambicano não teve resposta. O Governo de Moçambique tem ignorado pedidos de informação das autoridades portuguesas.

  • Táxi capaz de sobrevoar filas de trânsito ainda este ano no Dubai

    Mundo

    É o sonho de muitos que passam horas intermináveis em filas de trânsito. Trata-se de um drone com capacidade para transportar pessoas. "Operações regulares" deste insólito aparelho terão início em julho, no Dubai. O anúncio foi feito pela entidade que gere os transportes da cidade. Apenas um passageiro, com o peso máximo de 100 kg, pode seguir viagem neste táxi revolucionário, capaz de sobrevoar vias congestionadas pelo trânsito.