sicnot

Perfil

Mundo

Quatro mortos e quatro feridos em explosão perto da segunda mesquista mais sagrada do islão

Pelo menos quatro polícias morreram e quatro civis ficaram feridos no atentado suicida perpetrado hoje próximo da mesquita do Profeta, a segunda mais sagrada do islão, em Medina, Arábia Saudita, informou a televisão saudita Al Arabiya.

(arquivo)

(arquivo)

© Amr Dalsh / Reuters

Segundo a televisão, o ataque foi dirigido contra sete agentes das forças de segurança que não estavam a cumprir o jejum obrigatório durante o Ramadão, que teve início a 06 de junho e deve terminar na quarta-feira.

Outras duas explosões, qualificadas como atentados suicidas, atingiram hoje outras duas cidades na Arábia Saudita.

Lusa

  • Bomba encontrada na Nazaré pode ter sido largada durante 2.ª Guerra Mundial
    2:26

    País

    A bomba que esta segunda-feira veio nas redes de um arrastão na Nazaré já foi detonada. O engenho explosivo foi identificado como uma bomba de avião por especialistas da Marinha, que eliminaram também o perigo equivalente a 600 quilogramas de TNT. A bomba sem qualquer inscrição tinha um desgaste evidente e, segundo a Marinha, pode ter sido largada de um avião durante a 2.ª Guerra Mundial.

  • Derrocada de muro em Lisboa obriga à retirada de 40 pessoas de 5 prédios
    2:14

    País

    Os moradores de três prédios de Lisboa não podem regressar tão cedo a casa. Durante a madrugada, a derrocada de um muro obrigou à retirada de 40 pessoas de cinco edifícios. Um dos inquilinos sofreu ferimentos ligeiros. Entretanto, a maioria dos residentes já foi realojada em casas de familiares e num hotel.

  • "Geringonça" elogiada na Europa e EUA
    4:22

    País

    Num momento em que por cá se fala de claustrofobia democrática, a Europa e os Estados Unidos desdobram-se em elogios ao sucesso da maioria de Esquerda em Portugal. A palavra "geringonça" já tem até tradução em várias línguas.

  • ONU estima que mais 750 mil civis estejam em risco na cidade de Mossul
    1:39

    Mundo

    As Nações Unidas estimam que mais 750 mil civis estejam em risco na zona ocidental de Mossul, no Iraque. Mais de 10 mil pessoas fugiram da zona ocidental da cidade nos últimos quatro dias. Enquanto a população tenta escapar ao fogo cruzado, as forças iraquianas avançam sobre a cidade ainda controlada pelo Daesh.