sicnot

Perfil

Mundo

Força aérea suíça escoltou avião israelita devido a ameaça de bomba

Os caças-bombardeiros da Força Aérea suiça escoltaram hoje um avião isrealita que fazia o trajeto de Nova Iroque a Tel Aviv, na sequência de uma ameaça de bomba.

© Nir Elias / Reuters

Força Aérea suíça escoltou hoje, com recurso a caças-bombardeiros, um avião da companhia israelita El Al que fazia a ligação entre Nova Iorque e Tel Aviv, na sequência de uma ameaça de bomba, noticiou a imprensa de Israel.

A companhia aérea já confirmou as notícias da imprensa israelita, adiantando que recebeu uma mensagem anónima sobre a existência de uma bomba a bordo no avião.

Apesar da ameaça, o aparelho manteve a rota com destino ao aeroporto internacional de Tel Aviv, acrescentou a EL Al, sem adiantar mais pormenores ao jornal Haaretz.

O avião aterrou sem que tivesse sido acionado o dispositivo de emergência ou qualquer outra medida especial de segurança.

O avião da El Al encontrava-se a sobrevoar a zona de fronteira entre a França e a Suíça quando foi escoltado pelos caças-bombardeiros que tinham como missão manter o contacto visual com o aparelho durante a passagem pelo espaço aéreo suiço.

Com Lusa

  • Patti Smith engana-se na música de Bob Dylan durante cerimónia dos Nobel
    1:49

    Mundo

    Os prémios Nobel deste ano já foram entregues. Bob Dylan não compareceu à entrega do galardão da Literatura e fez-se representar pela amiga Patti Smith, que teve um bloqueio enquanto cantava "A Hard Rain's A-Gonna Fall" do músico. O Presidente da Colômbia Juan Manuel dos Santos foi distinguido com o Nobel da paz pelo acordo que alcançou com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.

  • CIA acredita que Trump foi ajudado por piratas informáticos russos
    1:24

    Eleições EUA 2016

    As eleições nos Estados Unidos da América já terminaram e o Presidente está eleito. Contudo, Barack Obama quer saber se os russos tentaram mesmo influenciar o voto e ao mesmo tempo perceber o que os serviços secretos aprenderam com todas as fugas de informação durante a campanha. Já a CIA diz não ter dúvidas: para os serviços secretos norte-americanos, Donald Trump foi ajudado por piratas informáticos.