sicnot

Perfil

Mundo

Capacetes azuis que morreram no Mali eram de nacionalidade holandesa

Os dois "capacetes azuis" da Missão das Nações Unidas no Mali (Minusma) que hoje morreram numa explosão acidental em Kidal, no norte do país, eram de nacionalidade holandesa, informou a ONU.

(Arquivo)

(Arquivo)

Reuters

O incidente ocorreu depois da detonação acidental de um morteiro durante manobras num campo de tiro em Kidal, explicou, em comunicado, a Minusma, que anunciou a abertura de uma investigação ao ocorrido.

No comunicado, a missão informa que um outro "capacete azul", de nacional holandesa, ficou ferido com gravidade e foi transferido para o hospital militar de Kidal.

A Minusma tem 9.300 efetivos destacados no Mali, principalmente no norte e este, na chamada Franja de Azawad, onde grupos extremistas isolados atacam com frequência as forças armadas do país, a missão da ONU e outros grupos rivais.

A ONU prolongou, recentemente, por mais um ano, as operações da Minusma no norte do Mali, onde realiza uma das missões mais perigosas do mundo.

Lusa

  • Uma viagem pela Estrada Nacional 236
    2:52
  • A reconstrução depois da tragédia de Pedrógão
    2:43
  • Marcelo reúne-se na quarta-feira com Putin

    País

    O Presidente da República reúne-se na quarta-feira, em Moscovo, com o líder russo, Vladimir Putin, informou este domingo a Presidência. Marcelo Rebelo de Sousa estará, na quarta-feira, na capital da Federação Russa para assistir ao jogo da seleção portuguesa na fase final do Mundial de Futebol com a equipa de Marrocos

  • Novo busto de Ronaldo foi pedido pelo Museu CR7
    2:07
  • Portugal vai aquecer. Temperaturas vão rondar os 40º
    2:26