sicnot

Perfil

Mundo

Capacetes azuis que morreram no Mali eram de nacionalidade holandesa

Os dois "capacetes azuis" da Missão das Nações Unidas no Mali (Minusma) que hoje morreram numa explosão acidental em Kidal, no norte do país, eram de nacionalidade holandesa, informou a ONU.

(Arquivo)

(Arquivo)

Reuters

O incidente ocorreu depois da detonação acidental de um morteiro durante manobras num campo de tiro em Kidal, explicou, em comunicado, a Minusma, que anunciou a abertura de uma investigação ao ocorrido.

No comunicado, a missão informa que um outro "capacete azul", de nacional holandesa, ficou ferido com gravidade e foi transferido para o hospital militar de Kidal.

A Minusma tem 9.300 efetivos destacados no Mali, principalmente no norte e este, na chamada Franja de Azawad, onde grupos extremistas isolados atacam com frequência as forças armadas do país, a missão da ONU e outros grupos rivais.

A ONU prolongou, recentemente, por mais um ano, as operações da Minusma no norte do Mali, onde realiza uma das missões mais perigosas do mundo.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.