sicnot

Perfil

Mundo

Dois capacetes azuis mortos acidentalmente no Mali

Dois capacetes azuis morreram e um ficou ferido hoje na cidade de Kidal, no Mali, numa "explosão acidental de um morteiro" durante um exercício, anunciou a missão da ONU no país, Minusma.

© Afolabi Sotunde / Reuters

Num comunicado de imprensa, a Minusma não identifica a nacionalidade das vítimas.

"Esta manhã, por volta das 10:00 (09:00 em Lisboa), a explosão acidental de um morteiro resultou na morte de dois capacetes azuis da Minusma durante um exercício num campo de tiro em Kidal", lê-se no comunicado.

"A explosão causou também graves ferimentos a um outro capacete azul, que está a receber os cuidados médicos necessários", acrescentou.

"Está em curso um inquérito interno para saber quais as circunstâncias exatas deste acidente dramático", prossegue o comunicado, que conclui apresentando condolências aos familiares dos soldados, mas sem adiantar as nacionalidades.

A Minusma começou a operar em julho de 2013, na sequência da intervenção militar internacional desencadeada em janeiro de 2013 pela França contra grupos 'jihadistas'.

Estes movimentos, ligados à Al-Qaida, controlaram o norte do Mali durante cerca de dez meses, de março/abril de 2012 até janeiro de 2013.

A maioria daqueles movimentos foi expulsa pela intervenção militar francesa, mas ainda há zonas, sob controlo de forças do Mali e estrangeiras, sujeitas a ataques regulares.

Considerando o total de efetivos, a Minusma é entre todas as missões de paz em curso da ONU a que apresenta maior taxa de mortalidade.

Anteriormente a Minusma tinha 12.000 soldados e polícias e no final de junho, o Conselho de Segurança aprovou o envio de 2.500 capacetes azuis suplementares, para proteger os civis e os seus funcionários.

Lusa

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45
  • A rã que brilha no escuro
    2:08
  • Indonésio encontrado dentro de cobra pitão

    Mundo

    Akbar Salubiro, de 25 anos, esteve perto de 24 horas desaparecido na remota ilha indonésia de Sulawesi. Acabou por ser encontrado um dia depois, no jardim da própria casa, dentro de uma pitão de 7 metros.

  • Relação de Portugal com Angola é "insubstituível"
    1:00

    País

    Paulo Portas considera que a relação de Portugal com Angola é insubstituível. Numa entrevista ao Jornal de Negócios, o ex vice-primeiro-ministro defende que o país deve ser profissional no relacionamento político com Luanda.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Tecnologia permite a tetraplégico mexer mão e braço

    Mundo

    Um homem que ficou tetraplégico num acidente voltou a mover-se com a ajuda da tecnologia e apenas usando o pensamento, num projeto de investigadores dos Estados Unidos divulgado esta terça-feira na revista especializada em medicina The Lancet.