sicnot

Perfil

Mundo

Duplo atentado no Iémen mata pelo menos 14 pessoas

Subiu para 14 a previsão do número de mortos causados pelo atentado terrorista desta manhã no quartel Al Sulban, no sul do Iémen. Um veículo armadilhado explodiu nas imediações do porto de controlo, junto ao aeroporto internacional de Aden. Os atentados ainda não foram reinvidicados, embora a Al Qaeda e o Estado Islâmico operem na região.

© Fawaz Salman / Reuters

Aumentou para 14 o número de mortos no Iémen, entre os quais nove polícias e cinco atacantes, na sequência de um atentado ao quartel Al Sulban, em Adén, no sul do Iémen.

Segundo fontes oficiais citadas pela agência Efe, um atacante suicida fez explodir um carro armadilhado contra a entrada principal deste quartel de forças de segurança, no bairro de Jur Maksar, na zona oriental da cidade, onde se encontra instalado o governo provisório do país, assim como o Presidente, Abdo Rabu Mansur Hadi.

Após a explosão, dezenas de homens armados entraram no quartel através de um acesso localizado nas traseiras do edifício, enquanto a maior parte dos polícias se juntavam na entrada principal.

As mesmas fontes acrescentaram que os atacantes sequestraram um "número ainda não determinado" de efetivos da polícia, sendo que alguns ainda permanecem no interior do quartel.

Várias testemunhas disseram à Efe que se viam colunas de fumo a sair de dentro das instalações policiais que estavam a ser atacadas e que se ouviam também tiros e explosões, na sequência dos confrontos entre os atacantes e as forças de segurança.

Até ao momento, desconhece-se a organização que está por detrás do ataque mas, na região, operam o Estado Islâmico e a Al Qaeda, que aproveitaram o vazio de poder no sul do Iémen para lançar ataques contra objetivos governamentais.

O governo provisório de Hadi instalou a sede oficial em Adén no ano passado depois dos rebeldes huties terem expulsado o executivo de Sana, a capital do país, tendo provocado a fuga dos ministros para a Arábia Saudita.

Com Lusa

  • Michelle Obama partilhou momento de despedida da Casa Branca
    1:43
  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.

  • Trabalhadores da saúde iniciam greve nacional

    País

    Trabalhadores da saúde estão esta sexta-feira a cumprir uma greve a nível nacional para reivindicar a admissão de novos profissionais, exigir a criação de carreiras e a aplicação das 35 horas semanais a todos os funcionários do setor.

  • Portugal a tremer de frio
    3:07

    País

    Portugal continua a registar temperaturas negativas, sobretudo no Norte do país. Em Trás-os-Montes, por exemplo, marcaram mínimas de 11 graus abaixo de zero e os termómetros desceram tanto que congelaram rios, canalizações de água e até aquecimentos de escolas. Mas nem tudo é mau pois os produtores falam em boa época para curar fumeiro.

  • Juiz brasileiro morto em acidente aéreo investigava corrupção na Petrobras
    1:28
  • Zoo da Indonésia acusado de querer matar ursos à fome

    Mundo

    Um grupo de ativistas da Indonésia acusa o Jardim Zoológico de Bandung de estar a matar à fome os seus animais, incluindo os ursos-do-sol, para ser fechado. Um vídeo recentemente publicado mostra os ursos, que aparecem muito magros e a implorar por comida.

  • Podem as plantas ver, ouvir e até reagir?

    Mundo

    Um professor de Ciências Vegetais da Universidade de Missouri, nos Estados Unidos, passou quatro décadas a investigar as relações entre vegetais e insetos. Na visão de Jack Schultz, as plantas são "como animais muito lentos", que conseguem ver, ouvir, cheirar e até têm comportamentos próprios.