sicnot

Perfil

Mundo

Lenço à prova de paparazzi

Chama-se "The ISHU" e é a mais recente sensação de Hollywood - um lenço composto por cristais capazes de refletir a luz e que faz "desaparecer" nas fotografias dos paparazzi quem estiver a usá-lo. O preço começa nos 340 euros.

theishu.com

O inventor é o empresário nascido na Holanda Saif Siddiqui, de 28 anos, que quis restaurar a noção de intimidade e voltar a dar às pessoas "o seu direito à privacidade".

Siddiqui conta ter dedicado vários anos à invenção, depois de perceber que os refletores das bicicletas arruinavam as fotografias que tirava entre amigos, tornando quem o usa "invisível", sempre que o flash é acionado.

São várias as celebridades que já foram vistas a usar o "The ISHU" entre elas Cameron Diaz, Joe Jonas e Paris Hilton. Custam a partir de 340 euros.

  • Passos elogia escolha de Paulo Macedo mas diz que não é suficiente
    1:47

    Caso CGD

    Pedro Passos Coelho diz que Paulo Macedo é competente para liderar os destinos da Caixa Geral de Depósitos, mas que a nomeação do antigo ministro não é suficiente para passar uma esponja sobre o assunto. Em Viseu, o líder do PSD não quis ainda avançar com um nome para a Câmara de Lisboa, depois de Santana Lopes afastar a hipótese de se candidatar.

  • O impacto e as consequências do referendo em Itália
    1:02
  • O novo coala do zoo de Lisboa
    3:10

    País

    A SIC acompanhou em exclusivo a transferência de uma coala da Alemanha para o Zoo de Lisboa. O animal veio de avião e foi batizado pelos passageiros que seguiam a bordo. Ficou com o nome de Goolara. O coala é uma fêmea, com quase dois anos, e veio para aumentar a família da mesma espécie em Portugal.

  • Jovens do exército russo aderem ao Desafio do Manequim
    1:01

    Mundo

    Na Rússia, o grupo de jovens do exército também já aderiu ao famoso Mannequin Challenge. O vídeo foi divulgado pelo Ministério da Defesa russo. O objetivo é mostrar o dia-a-dia do chamado exército de jovens, cuja principal missão passa por sensibilizar os russos para a necessidade de cumprir o serviço militar obrigatório.