sicnot

Perfil

Mundo

Atirador de Dallas tinha em casa material para fabricar bombas

A polícia de Dallas, no Texas, confirmou que o atirador, que matou cinco pessoas na quinta-feira, é o veterano Micah Johnson, de 25 anos, tendo sido encontrados material para fabrico de bombas na sua casa.

LM Otero

"O suspeito foi identificado como Micah Johnson", um veterano de 25 anos que não tinha nenhum antecedente criminal, informou o departamento da polícia de Dallas, em comunicado.

Durante as buscas, os detetives "encontraram materiais para fabrico de bombas, coletes antibalas, espingardas, munições e um diário pessoal com táticas de combate", acrescentou o comunicado.

O ataque em Dallas ocorreu durante uma manifestação convocada em protesto contra os últimos incidentes de violência policial com conotações racistas registados no país.

Nos últimos dias, mais dois negros foram mortos à queima-roupa por polícias, no decurso de operações de rotina.

Lusa

  • Suspeito do tiroteio de Dallas era um ex-militar
    2:35

    Mundo

    A polícía de Dallas identificou o principal suspeito do tiroteio que fez cinco mortos e nove feridos durante um protesto contra a morte de dois afro-americanos às mãos da polícia. O homem não tinha antecedentes criminais, nem ligações a grupos terroristas, trata-se de um ex-militar norte-americano.

  • PSD está a "perder terreno" na escolha de candidato a Lisboa
    1:46

    País

    Quem o diz é Luís Marques Mendes: o PSD perde na demora da escolha de um candidato para a Câmara de Lisboa. O líder Passos Coelho rejeita apoiar a candidatura de Assunção Cristas e garante que o partido vai ter um candidato próprio. Segundo o comentador da SIC, o último convite foi dirigido a José Eduardo Moniz.

  • Trump não escreve todos os tweets, mas dita-os

    Mundo

    O Presidente eleito dos EUA não escreve todos os tweets que são publicados na sua conta desta rede social, mas dita-os aos seus funcionários. Numa entrevista a um ex-secretário de Estado britânico, Donald Trump explica como usa a sua conta e garante que depois de ser investido Presidente, vai continuar a usar o Twitter para defender-se da "imprensa desonesta".

  • Depressão pode ser mais prejudicial para o coração do que a hipertensão

    Mundo

    Um estudo recente estabelece uma nova ligação entre depressão e distúrbios cardíacos. De acordo com a investigação publicada na revista Atheroscleroses, o risco de vir a sofrer de uma doença cardíaca grave é quase tão elevado para os homens que sofram de depressão, do que para os que tenham colesterol elevado ou obesidade, e pode mesmo ser maior do que para os que sofram de hipertensão.