sicnot

Perfil

Mundo

China condena instalação de sistema antimísseis norte-americano na Coreia do Sul

A China condenou hoje a instalação de um sistema antimísseis norte-americano na Coreia do Sul por considerar que "prejudica seriamente" a segurança na região.

O Presidente chinês, Xi Jinping

O Presidente chinês, Xi Jinping

Ebrahim Noroozi

Seul e Washington anunciaram hoje um acordo para a instalação na península coreana do sistema THAAD (Terminal High Altitude Area Defence), dadas as crescentes ameaçadas da Coreia do Norte.

Para o Ministério da Defesa chinês, este acordo "prejudica seriamente os interesses estratégicos a nível de segurança de países da região, incluindo a China".

"A China insta fortemente os EUA e a Coreia do Sul a pararem o processo de instalação do sistema antimíssil THAAD", acrescentou o Ministério, na mesma declaração, feita através de um comunicado.

Para Pequim, a instalação deste sistema na Coreia do Sul não ajudará à desnuclearização da península coreana.

A China exprime, assim, "a sua forte desaprovação e a sua firme oposição" ao acordo anunciado por Seul e Washington.

Pequim já havia condenado, por diversas vezes, a possível instalação do THAAD em território sul-coreano, temendo que o seu raio de alcance vá muito além das efetivas necessidades de defesa da península coreana e interfira em interesses chineses.

Por outro lado, a China teme que acabe por provocar uma corrida ao armamento na região.

Os Estados Unidos da América e a Coreia do Sul iniciaram conversações com vista à instalação do sistema norte-americano antimísseis na península coreana em fevereiro, um mês depois de a Coreia do Norte ter feito o seu quarto teste nuclear.

Seul e Washington "fizeram uma aliança para instalar o THAAD", como "medida de defesa para garantir a segurança" da Coreia do Sul e da sua população, disseram hoje os responsáveis pela Defesa dos dois países, num comunicado conjunto que não avança uma data para a concretização do acordo.

Lusa

  • 100 dias de Trump em 04'30''
    4:33

    Pequenas grandes histórias

    Donald Trump tomou posse como 45º Presidente dos EUA dia 20 de janeiro de 2017, fez 100 dias este sábado. Prometeu grandes mudanças, mas os planos acabaram por chocar de frente com a realidade e a burocracia de Washington, como foi o caso do Obamacare. Foi a primeira ordem executiva que assinou, no dia em que tomou posse, mas a revogação está longe de acontecer.

  • Marcelo recebido por multidão na Ovibeja
    2:52