sicnot

Perfil

Mundo

Cinco agentes mortos em manifestação contra violência policial nos EUA

Cinco agentes mortos em manifestação contra violência policial nos EUA

O suspeito de ter participado no tiroteio desta manhã que vitimou cinco polícias em Dallas, nos Estado Unidos, e que estava cercado pelas autoridades terá morrido. A informação foi avançada pela imprensa local que diz que o homem se suicidou, depois de horas de trocas de tiros com a polícia. Cinco agentes foram mortos durante uma manifestação contra a violência policial.

De acordo com as autoridades, vários atiradores balearam no total 11 agentes da polícia, seis ficaram feridos. Seis pessoas suspeitas de envolvimento no ataque foram detidas.


Na manifestação estavam milhares de pessoas. Os protestos surgiram depois das duas mortes, registadas em vídeo, de dois homens afro-americanos pelas mãos da polícia só esta semana.

  • Seis mortos em Dallas, incluindo cinco polícias vítimas de tiroteio

    Mundo

    Cinco polícias foram mortos esta noite em Dallas, nos Estados Unidos, durante uma manifestação contra a violência policial. Pelo menos dois atiradores balearam 11 agentes da polícia. Três pessoas foram detidas, uma que estava cercada pelas autoridades acabou por disparar sobre si própria, de acordo com as últimas informações. O balanço de mortos sobre assim para seis.

  • Autarca garante que não houve "touros de fogo"

    País

    O presidente da Câmara de Benavente disse esta segunda-feira à Lusa que a atividade "touros de fogo" foi retirada do programa da Festa da Amizade depois de recebido um parecer desfavorável da Direção-Geral de Veterinária.

  • Presidente do Brasil formalmente acusado de corrupção

    Mundo

    O Procurador-Geral da República do Brasil apresentou na noite de segunda-feira ao Supremo Tribunal Federal uma denúncia contra o Presidente Michel Temer e o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) pelo crime de corrupção passiva.

  • Reconquista de Mossul ao Daesh pode estar para breve
    1:27
  • Homem fala ao telefone com o filho que pensava estar morto

    Mundo

    Um norte-americano que tinha estado presente no funeral do filho recebeu, 11 dias depois, uma chamada telefónica de um homem que o pôs em contacto... com o filho que havia enterrado semana e meia antes. Tudo por causa de um erro do gabinete de medicina legal.