sicnot

Perfil

Mundo

Obama garante que "justiça será feita" na morte de polícias em Dallas

O Presidente norte-americano, Barack Obama, garantiu hoje, em Varsóvia, que "será feita Justiça" no caso do homicídio de cinco polícias, em Dallas (Texas, EUA), durante uma manifestação contra a violência policial.

© Jonathan Ernst / Reuters

À margem de um encontro entre os líderes da União Europeia (UE) e dos Estados Unidos, Obama afirmou desconhecerem-se ainda "todos os factos", mas sabe-se que foi um "ataque horrendo, calculado e desprezível contra as forças de segurança".

Citando informações da polícia, Obama avançou existirem "vários suspeitos", decorrendo trabalho das forças de segurança, incluindo o FBI, para investigar todos os suspeitos e "Justiça será feita".

"Por agora vou dizer apenas, o que já disse ontem, a nossa polícia tem um trabalho difícil e a vasta maioria faz o seu trabalho numa forma fantástica" quando velam pela segurança, disse Obama, acrescentando "não haver justificação possível para estas ações ou qualquer violência contra forças de segurança".

Obama sublinhou que a morte dos agentes aconteceu enquanto cumpriam as suas funções, numa manifestação pacífica.

Além das cinco mortes, o tiroteio causou vários feridos, alguns em estado grave, segundo Obama

Um suspeito da morte de cinco polícias durante um protesto contra a violência policial esta noite em Dallas, morreu depois de passar mais de uma hora entrincheirado num estacionamento, segundo uma televisão local.

Enquanto discutia com os negociadores da polícia, o suspeito continuou a disparar, ameaçando-os com a garantia de que o fim estava próximo e assegurando que havia bombas no parque de estacionamento e em outros locais da cidade.

A polícia de Dallas mantém em custódia três pessoas, incluindo uma mulher que foi detida no parque de estacionamento e outros dois homens que circulavam numa autoestrada.

De acordo com a mesma cadeia de televisão que noticiou a morte do suspeito, a NBCDFW, citada pela agência espanhola Efe, a polícia mantém isolada uma vasta zona do centro da cidade de Dallas e os sapadores da polícia investigam dois embrulhos suspeitos de conterem explosivos.

Lusa

  • Cinco agentes mortos em manifestação contra violência policial nos EUA
    0:38

    Mundo

    O suspeito de ter participado no tiroteio desta manhã que vitimou cinco polícias em Dallas, nos Estado Unidos, e que estava cercado pelas autoridades terá morrido. A informação foi avançada pela imprensa local que diz que o homem se suicidou, depois de horas de trocas de tiros com a polícia. Cinco agentes foram mortos durante uma manifestação contra a violência policial.

  • Seis mortos em Dallas, incluindo cinco polícias vítimas de tiroteio

    Mundo

    Cinco polícias foram mortos esta noite em Dallas, nos Estados Unidos, durante uma manifestação contra a violência policial. Pelo menos dois atiradores balearam 11 agentes da polícia. Três pessoas foram detidas, uma que estava cercada pelas autoridades acabou por disparar sobre si própria, de acordo com as últimas informações. O balanço de mortos sobre assim para seis.

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.