sicnot

Perfil

Mundo

Polícia de Nova Iorque reforça segurança após assassínios de Dallas

A polícia de Nova Iorque, Estados Unidos, anunciou hoje, em conferência de imprensa, que reforçou a segurança na cidade, depois do assassínio de vários polícias em Dallas, Texas, mas asseguraram que não receberam nenhuma ameaça.

© Eduardo Munoz / Reuters

O Departamento de Polícia de Nova Iorque (NYDP) explicou que vão ser feitas patrulhas aos pares e que os efetivos que patrulham desarmados vão deixar de estar nas ruas durante algum tempo.

Foram também destacados mais polícias para vigilância dos protestos esperados para os próximos dias, em resposta aos últimos casos de violência policial contra cidadãos afroamericanos.

Na quinta-feira à noite, em Dallas, durante uma manifestação um homem disparou sobre agentes da polícia, provocando cinco mortos e sete feridos.

Em conferência de imprensa, o comandante da NYDP, William Bratton, assegurou que atualmente não há nenhuma "ameaça credível" contra a cidade ou os seus polícias e que as medidas foram tomadas por precaução.

Durante esta semana, a polícia de Nova Iorque recebeu ameaças, mas William Bratton qualificou-as como "habituais" depois de episódios de violência policial.

A polícia de Nova Iorque espera novas manifestações para hoje, sábado e domingo, depois das ocorridas quinta-feira para protestar contra a violência policial contra afroamericanos.

Esta semana, a polícia norte-americano voltou a matar a tiro dois cidadãos afroamericanos, um no Estado de Luisiana e outro no do Minnesota. As imagens foram filmadas por outros cidadãos e divulgadas nas redes sociais.

Lusa

  • Cinco agentes mortos em manifestação contra violência policial nos EUA
    0:38

    Mundo

    O suspeito de ter participado no tiroteio desta manhã que vitimou cinco polícias em Dallas, nos Estado Unidos, e que estava cercado pelas autoridades terá morrido. A informação foi avançada pela imprensa local que diz que o homem se suicidou, depois de horas de trocas de tiros com a polícia. Cinco agentes foram mortos durante uma manifestação contra a violência policial.

  • Polícia belga evita ataque em Antuérpia

    Mundo

    Foi hoje detido um homem que tentava conduzir a alta velocidade contra uma multidão numa zona comercial de Antuérpia, na Bélgica. O suspeito já foi identificado, é francês e tinha várias armas no carro.

    Em desenvolvimento

  • Neve corta estradas em Viseu
    2:04
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • As vantagens de comprar online
    8:03