sicnot

Perfil

Mundo

Mais de 100 detenções em protestos nos EUA

A onda de protestos contra a violência racial aumenta nos EUA. Durante as manifestações desta sexta-feira a polícia realizou mais de uma centena de detenções.

Só em Rochester, Nova Iorque, foram 74 as pessoas detidas numa marcha organizada por um movimento de ativistas.


Apesar da quantidade de detenções, o chefe da polícia recusou a acusação de que os agentes prenderam manifestantes de forma cega.


Num outro protesto, em Baton Rouge, no Louisiana, onde se registou o primeiro caso recente e que fez despertar a violência, a polícia deteve 30 pessoas.

  • Milhares participam em marchas contra a violência nos EUA
    1:40

    Mundo

    Nos Estados Unidos continuam as ondas de choque depois do ataque de ontem em Dallas. Milhares de pessoas participaram em várias marchas contra a violência que resultaram em mais confrontos com a polícia e até Donald Trump comentou o assunto com mais contenção do que é habitual.

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".