sicnot

Perfil

Mundo

Centenas de manifestantes protestam contra visita de Obama a Espanha

Centenas de pessoas concentraram-se hoje frente à embaixada dos Estados Unidos em Madrid para protestar contra a visita a Espanha do Presidente Barack Obama.

© Javier Barbancho / Reuters

Barack Obama está hoje em visita oficial a Espanha, já tendo sido recebido pelo Rei Filipe VI em que falou de um "país amigo e decisivo no mundo" e da "grande aliança" que os dois países têm.

Lembrou ainda que a sua primeira visita a Espanha, enquanto jovem, foi de mochila às costas.

Mais tarde, o presidente norte-americano reúne-se com o primeiro-ministro, Mariano Rajoy, no Palácio da Moncloa.

Esta visita motivou manifestações frente à embaixada dos Estados Unidos com a porta-voz das Marchas da Dignidade, Ángeles Maestro, a afirmar as cerca de 200 pessoas estão ali para denunciar as "mentiras do imperialismo", considerando que Obama tem mãos "manchadas do sangue", apesar de ter recebido o Prémio Nobel da Paz de 2009.

No entanto, destacou que não se trata de uma manifestação direta contra Barack Obama porque "se não fosse ele, era outro" a seguir as mesmas políticas que reprimem países e pessoas.

Os manifestantes estão ainda contra o Tratado de Comércio que está a ser negociado entre a Europa e os Estados Unidos (TTIP) porque "rompe com a legislação soberana dos países" para dar poder às grandes empresas norte-americanas.

Também a NATO foi falada no protesto, que foi vigiado por dezenas de polícias.

Esta é a primeira visita oficial de Obama a Espanha, mais foi encurtada devido à ida de Obama à cidade de Dallas, no Estado do Texas nos Estados Unidos, depois do homicídio de cinco polícias na quinta-feira.

A propósito desta visita, Obama deu hoje uma entrevista ao jornal El País por escrito em que falou de vários temas, como as migrações, o terrorismo islâmico, entre outros, mas também sobre a débil economia europeia.

Segundo Obama, foi devido a uma estratégia de lidar com a crise com medidas de austeridade que a Europa está nesta situação enquanto os Estados Unidos preferiram apostar em reformas e investir em vários setores.

"É certo que alguns países europeus adotaram uma estratégia económica diferente, com medidas de austeridade. Creio que essa é uma das razões porque a Europa está a ter um crescimento mais lento", afirmou, referindo que só agora a Europa está a começar a recuperar e, mesmo assim, com diferenças entre os países, continuando alguns a sentirem-se frustrados com os resultados da integração das economias e da globalização.

Lusa

  • Obama felicita Rajoy por recuperação económica espanhola
    1:13

    Mundo

    Barack Obama deu os parabéns ao presidente do governo espanhol, Mariano Rajoy, pelo progresso que conseguiu no combate à crise. O presidente dos Estados Unidos e Rajoy reuniram-se ontem na Casa Branca, e até tiveram tempo para falar de futebol. Obama pediu conselhos a Mariano Rajoy para melhorar a equipa dos Estados Unidos e ajudá-la a ganhar no próximo Mundial. Fora das quatro linhas, Rajoy apresentou uma Espanha recomposta da crise financeira e pronta para crescer. Obama aplaudiu os esforços espanhóis.

  • "Quem faz isto sabe estudar os dias e o vento para arder o máximo possível"
    4:15
  • O balanço trágico dos incêndios do fim de semana
    0:51

    País

    Mais de 500 mil hectares de área ardida, 42 vítimas mortais, 71 de feridos, dezenas de casas e empresas destruídas. É este o balanço de mais um fim de semana trágico para Portugal a nível de incêndios florestais.

  • 2017: o ano em que mais território português ardeu
    1:41

    País

    Desde janeiro, houve mais área ardida do que em qualquer outro ano na história registada de incêndios florestais. Segundo dados provisórios do Sistema Europeu de Informação sobre Fogos Florestais, mais de 519 mil hectares foram consumidos pelas chamas até 17 de outubro, o que representa quase 6% de toda a área de Portugal. 

  • "Viverei com o peso na consciência até ao último dia"
    3:00
  • O que resta de Tondela depois dos incêndios
    1:07

    País

    O concelho de Tondela é agora um mar de cinzas, imagens recolhidas pela SIC com um drone mostram bem a dimensão do que foi destruído pelos incêndios. Perto 100 habitações principais ou secundárias, barracões, oficinas e stands arderam. 

  • Moradores reuniram esforços para salvar idosos das chamas em Pardieiros
    2:50

    País

    O incêndio de domingo em Nelas fez uma vítima mortal: um homem de 50 anos, de Caldas da Felgueira, que regressava de uma aldeia vizinha, onde tinha ido ajudar a combater as chamas. Em Pardieiros, no concelho de Carregal do Sal, várias casas arderam e uma jovem sofreu queimaduras ao fugir do incêndio. Durante o incêndio, pessoas reuniram esforços para salvar a povoação.

  • A fotografia que está a correr (e a impressionar) o Mundo

    Mundo

    A fotografia de uma cadela a carregar, na boca, o cadáver calcinado da cria está a comover o mundo. Entre as muitas fotografias que mostram o cenário causado pelos incêndios que devastaram a Galiza nos últimos dias, esta está a causar especial impacto. O registo é do fotógrafo Salvador Sas, da agência EFE. A imagem pode impressionar os mais sensíveis.

  • As lágrimas do primeiro-ministro do Canadá

    Mundo

    O primeiro-ministro da Canadá, Justin Trudeau, emocionou-se esta quarta-feira ao falar de um artista que morreu depois de perder uma luta contra o cancro. Gord Downie, vocalista da banda de rock canadiana "The Tragically Hip", faleceu esta terça-feira, aos 53 anos, vítima de um tumor cerebral.