sicnot

Perfil

Mundo

MNE egípcio viaja para Israel para tentar reativar processo de paz

O ministro egípcio dos Negócios Estrangeiros, Sameh Shoukry, viajará hoje para Israel para tentar reativar o processo de paz e analisar as relações bilaterais e a situação regional com o Estado vizinho.

© Ronen Zvulun / Reuters

O porta-voz do ministério, Ahmed abu Zeid, informou hoje num comunicado que a visita de Sameh Shoukry a Israel acontece num "momento importante", depois de o Presidente egípcio, Abdelfatah al Sisi, ter instado Israel e os palestinianos a encontrarem uma solução global e justa para a "causa palestiniana".

Essa solução "deve cumprir o sonho da criação de um Estado palestino independente e a paz e a segurança para Israel", afirmou o porta-voz.

A viagem do ministro egípcio acontece depois da visita que fez em 29 de junho a Ramallah, bem como da realização da Conferência Ministerial para o Processo de Paz, em 03 de junho, em Paris.

"Tudo isto entre esforços regionais e internacionais que têm como objetivo (...) impulsionar o processo de paz para colocar a causa palestiniana no centro do interesse internacional" , afirmou o porta-voz.

Segundo a mesma fonte, Sameh Shoukry reunir-se-á com o primeiro-ministro israelita, Benjamin Netanyahu, para analisar "a questão palestiniana e a maneira de reativar as resoluções internacionais e os acordos e entendimentos que os palestinianos e israelitas alcançaram anteriormente".

De acordo com o porta-voz, o ministro abordará também no encontro o tema das relações bilaterais e a situação regional.

Ahmed abu Zeid sublinhou que o objetivo é "reforçar a construção da confiança entre ambas as partes, tendo em vista a criação de uma atmosfera adequada para o recomeço das negociações diretas e chegar a uma solução que ponha fim ao conflito".

Lusa

  • BE acusa direita de bloquear atual comissão à CGD
    1:37

    Caso CGD

    O Bloco de Esquerda acusa a oposição de estar a fazer tudo para impedir as conclusões da comissão de inquérito sobre a Caixa Geral de Depósitos que está em curso. Numa altura em que PSD e CDS já entregaram o requerimento para avançar com uma segunda comissão, Catarina Martins defende que ainda há muita coisa por apurar sobre o processo de recapitalização do banco público.

  • Visita de Costa a Angola pode estar em risco
    2:26

    País

    A visita de António Costa a Luanda poderá estar em risco devido à acusação da justiça portuguesa contra o vice-Presidente de Angola. O jornal Expresso avança que o comunicado com a reação dura do Governo angolano é apenas o primeiro passo e que pode até estar a ser preparado um conjunto de medidas contra Portugal. Para já, o primeiro-ministro português desvaloriza a ameaça e mantém a visita marcada para a primavera.