sicnot

Perfil

Mundo

Candidata a primeira-ministra compromete-se com saída de Reino Unido da UE

A favorita para substituir David Cameron como líder do Governo britânico prometeu hoje liderar o processo de saída do Reino Unido da União Europeia, rejeitando ignorar os resultados do referendo.

© Andrew Yates / Reuters

"'Brexit' quer dizer 'Brexit' e vamos fazer com que seja um sucesso", disse a ministra do Interior, Theresa May, em comentários transmitidos pela televisão, ao lançar a sua campanha em Birmingham, no centro de Inglaterra.

"Não haverá tentativas de permanecer na União Europeia, não haverá tentativas de regressar pela porta dos fundos, nem um segundo referendo", garantiu.

"Vou assegurar-me de que saímos da União Europeia", disse May, que apoiou a campanha pela permanência do Reino Unido no bloco europeu antes do referendo de 23 de junho, em que 52 por cento dos eleitores escolheram sair.

"Os britânicos tiveram a oportunidade de votar sobre este assunto. Enviaram uma mensagem muito clara e acho que temos de responder a essa mensagem e fazer o que os britânicos nos pediram para fazer", disse.

Questionada sobre como iria negociar o acesso do país ao mercado único da União Europeia, May disse ser necessário garantir que se alcança "o melhor acordo em termos de comércio, bens e serviços".

"É muito claro que o voto no 'Brexit' é também uma mensagem de que temos de controlar a circulação livre [de pessoas]. A circulação livre não pode continuar da forma como tem funcionado até agora", sublinhou.

  • Milhares protestam contra Donald Trump no Dia do Presidente
    1:55

    Mundo

    Milhares de pessoas voltaram a protestar contra Donald Trump, nos Estados Unidos da América. As marchas em várias cidades aconteceram no feriado que assinala o Dia do Presidente. Os manifestantes exigiram a destituição do chefe de Estado.

  • O mistério da morte do meio irmão de Kim Jong-un
    2:32
  • Acha que conhece o seu país?
    27:42
  • Homens e mulheres nas tarefas domésticas
    2:09

    País

    Nas gerações mais novas, já há sinais de mudança na divisão e partilha de tarefas em casa. No entanto, entre os mais velhos, as tarefas de casa são quase sempre obrigação da mulher. A igualdade entre homens e mulheres é ainda miragem dentro de casa e em termos de salários.