sicnot

Perfil

Mundo

Coligação conservadora australiana obtém maioria e vai governar sozinha

A coligação Liberal-Nacional do primeiro-ministro australiano, Malcolm Turnbull, obteve maioria na câmara baixa do parlamento e poderá governar sozinha nos próximos três anos, informou hoje a ABC.

© David Gray / Reuters

A coligação obteve 76 dos 150 lugares nas eleições realizadas no dia 2 de julho.

O líder do principal partido da oposição, o trabalhista Bill Shorten, reconheceu a derrota no domingo e felicitou por telefone o primeiro-ministro. O Partido Trabalhista conseguiu eleger 66 deputados.

Horas depois, Malcolm Turnbull anunciava a vitória da sua coligação quando estavam garantidos 74 lugares, adiantando que não estavam previstas grandes alterações no novo executivo.

As substituições necessárias serão as dos membros do gabinete que perderam os seus lugares no parlamento, como foi o caso do ministro das Cidades, Jamie Briggs.

Segundo a agência de notícias espanhola EFE, o primeiro-ministro australiano deverá enfrentar na nova legislatura um Senado (câmara alta) hostil, no qual entrou o partido xenófobo One Nation e onde se encontra o independente Nick Xenophon, com as suas ideias protecionistas.

Com Lusa

  • Younes Abouyaaqoub, o homem mais procurado de Espanha
    1:53
  • Incendiários vão passar o verão com pulseira eletrónica

    País

    Os tribunais vão poder condenar os incendiários a penas de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica, durante as épocas de incêndio. A nova lei foi aprovada na semana passada, na Assembleia da República, e aguarda a promulgação do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa.

  • "Trump, deixe-me ajudá-lo a escrever o discurso"
    0:47

    Mundo

    Arnold Schwarzenegger diz que Donald Trump tem o dever moral de se opor ao ódio e ao racismo. Num vídeo publicado nas redes sociais, o ator norte-americano e antigo governador da Califórnia encenou o discurso que Donald Trump devia ter. 

  • Hino da SIC tocado pela viola beiroa
    2:22