sicnot

Perfil

Mundo

"Altos níveis de atividade" em bases nucleares norte-coreanas preocupam EUA

Imagens recolhidas recentemente com satélite indicam "altos níveis de atividade" na base de testes nucleares Punggye-ri da Coreia do Norte, disseram especialistas norte-americanos.

Wong Maye-E

No entanto, os especialistas ligados à Universidade Johns Hopkins, dos Estados Unidos, não sabem se estão em causa operações de manutenção na base ou de preparação de um novo ensaio nuclear por parte da Coreia do Norte.

As imagens foram registadas a 7 de julho e revelam intensa atividade na base onde o exército norte-coreano fez os seus dois últimos testes nucleares, em 2013 e no início deste ano, explica o site 38north.org, ligado àquela universidade e especializado nas questões da Coreia do Norte. O nome do site é uma referência ao paralelo 38, onde a península coreana se divide entre Norte e Sul.

"Apenas a partir destas imagens não é possível determinar se esta é uma atividade para manutenção (...) ou para preparar um quinto teste nuclear", lê-se na página 38north.org.

"No entanto, fica claro que a Coreia do Norte está a garantir a preparação das instalações, de forma a permitir levar a cabo futuros testes nucleares se chegar uma ordem de Pyongyang", acrescentam os especialistas.

As imagens mostram, por exemplo, veículos e vagões usados em trabalho mineiro, o que indica que há trabalho no interior dos túneis da base.

A seis de janeiro, a Coreia do Norte detonou no interior destas galerias subterrâneas aquilo que disse ser uma bomba de hidrogénio, embora análises de peritos internacionais tenham concluído que se tratou de um artefacto menos potente.

Na última semana, a Coreia do Norte condenou o acordo anunciado pela Coreia do Sul e os Estados Unidos para a instalação do sistema antimísseis THAAD em território sul-coreano.

Pyongyang criticou também as sansões aprovadas por Washington contra o líder do regime da Coreia do Norte, Kim Jong-un.

Em resposta, a Coreia do Norte lançou no último fim de semana um míssil a partir de um submarino e na segunda-feira anunciou o corte do único canal diplomático que mantinha com os EUA, as Nações Unidas.

Com Lusa

  • BE diz que é urgente preparar o país para a saída do euro
    1:10

    País

    Catarina Martins diz que é urgente preparar o país para o cenário de saída do euro. No final da reunião da mesa nacional do Bloco de Esquerda, a coordenadora do partido criticou o encontro de líderes europeus em Roma e disse ainda que a Europa da convergência chegou ao fim.

  • "Mais UE não significa mais Europa"
    0:50

    País

    O secretário-geral do PCP insiste nas críticas à União Europeia. Um dia depois da comemoração dos 60 anos do Tratado de Roma, Jerónimo de Sousa defendeu, no Seixal, que o modelo europeu está esgotado e prejudica vários países, incluindo Portugal.

  • Aplicação WhatsApp acusada de permitir conversas secretas entre terroristas
    1:45
  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
    Perdidos e Achados

    Perdidos e Achados

    SÁBADO NO JORNAL DA NOITE

    O Perdidos e Achados foi conhecer como eram as férias de outros tempos. Quando o Estado Novo controlava o lazer dos trabalhadores e criava a ilusão de um país exemplar. Na Costa de Caparica, onde é hoje o complexo do INATEL estava instalada a maior colónia de férias do país, chamava-se "Um Lugar ao Sol".