sicnot

Perfil

Mundo

EUA na quinta noite consecutiva de protestos contra violência policial

Centenas de pessoas saíram às ruas na segunda-feira à noite nos EUA, em grandes cidades do país, na quinta noite consecutiva de protestos contra a violência policial sobre negros.

Reuters

Uma das maiores manifestações foi em Atalanta, no Sul dos EUA, onde 16 pessoas foram detidas, segundo noticiam os meios de comunicação social locais.

Os manifestantes desmobilizaram quando o presidente da câmara, Kasim Reed, e o chefe da polícia, George Turner, assumiram o compromisso de iniciar um diálogo sobre a questão da violência policial.

Um polícia foi despedido na segunda-feira em Atalanta por ter matado um negro desarmado em julho.

Além de Atalanta, houve manifestações em locais como Chicago, Baltimore ou Houston e nas cidades onde na semana passada a polícia matou dois negros: Baton Rouge (Luisiana) e Falton Heights (Minesota).

Em Baltimore há relatos de um tiroteio e de que cinco pessoas ficaram feridas.

O Presidente dos Estados Unidos da América, Barack Obama, vai hoje a Dallas, no Texas, onde na semana passada um homem matou cinco polícias brancos e feriu outros seis, a tiro, durante uma manifestação de protesto contra a violência racial.

Obama vai estar nos funerais dos polícias e falará durante a cerimónia. Na quarta-feira, vai reunir-se com representantes da sociedade civil e polícias.

  • Protestos nos EUA já têm fotografia emblemática

    Mundo

    A fotografia de uma cidadã anónima, na manifestação "Black Lives Matter" em Baton Rouge, no Louisiana, está a tornar-se o símbolo dos protestos que têm eclodido nos EUA, entre manifestantes afro-americanos e as autoridades policiais.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01