sicnot

Perfil

Mundo

Grávidas não precisam de suplementos multivitamínicos

A maioria das grávidas que tomam suplementos multivitamínicos não fazem mais que desperdiçar dinheiro, garante um estudo que alerta as mulheres à espera de bebé para que não se deixem seduzir pela publicidade aos medicamentos.

(Arquivo/Reuters)

(Arquivo/Reuters)

© Regis Duvignau / Reuters

Publicado na revista Drug and Therapeutics Bulletin, a investigação concluiu que os suplementos multivitamínicos em nada melhoram a saúde da mãe ou do feto.

"Para a maioria das mulheres que planeiam engravidar ou estão grávidas, os complexos multivitamínicos publicitados normalmente não são necessários e são uma despesa desnecessária. O marketing destes produtos não tem qualquer suporte na melhoria da saúde do feto ou da mãe.

Um número não conhecido de grávidas toma suplementos com vitaminas e minerais, como a B1, B2, B3, B6, C, D, K, ácido fólico, iodo, magnésio, zinco ou selénio.

"Não encontramos qualquer relação que nos leve a recomendar às mulheres grávidas a toma de suplementos multivitamínicos, para além dos aconselhados ácido fólico e vitamina D, cujas versões genéricas podem ser adquiridas a um preço relativamente barato", acrescenta o relatório.

  • Os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa
    1:55

    Football Leaks

    Com o escândalo dos agentes de futebol a dar que falar, o Expresso revela este sábado os negócios menos claros do filho de Pinto da Costa. O nome da empresa de que é administrador, a Energy Soccer, surge na investigação em transferências de jogadores que envolvem o Futebol Clube do Porto num conflito de interesses.

  • A história da guerra em Alepo
    7:43
  • Uma "cidade fantasma" na Letónia
    3:10