sicnot

Perfil

Mundo

Myanmar expulsa turista espanhol por ter tatuagem de Buda na perna

Myanmar deportou um espanhol para a vizinha Tailândia por o turista ter uma tatuagem de Buda na perna, o que é considerado ofensivo pela cultura budista do país, noticia hoje a agência noticiosa EFE, citando fontes diplomáticas.

Reuters

O espanhol foi detido na cidade de Bagan, no centro do país, onde há centenas de templos budistas, depois de ter sido denunciado por monges às autoridades.

Em março de 2015, a justiça da Birmânia condenou a dois anos e meio de prisão um neozelandês e dois sócios birmaneses por usarem a imagem de Buda, a que tinham juntado auriculares para promover, através das redes sociais, um local de diversão noturna em Rangun.

O neozelandês saiu em liberdade em janeiro deste ano, após uma amnistia do Governo.

Cerca de 95% da população birmanesa é budista, segundo dados oficiais.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.