sicnot

Perfil

Mundo

Antiga ministra burundesa morta a tiro em Bujumbura

​A antiga ministra da Informação e porta-voz do Governo do Burundi, Hafsa Mossi, foi hoje morta a tiro em Bujumbura por dois homens que dispararam a partir de um automóvel, indicou a polícia local.

Facebook

Segundo Pierre Nkurikyie, porta-voz da polícia burundesa, Hafsa Mossi foi abatida às 10:30 locais (09:30 em Portugal) no bairro de Gihosha, na zona leste de Bujumbura, e o crime está já a ser investigado.

Hafsa Mossi, que exerceu cargos no Governo burundês entre 2005 e 2007, regressando ao executivo como ministra para os Assuntos da Comunidade dos Estados da África de Leste, desempenhava atualmente o cargo de deputada na Assembleia Legislativa Leste Africana, um parlamento regional.

Antiga jornalista da televisão burundesa (RTNB) e da cadeia de televisão britânica BBC, Hafsa Mossi, de cerca de 50 anos, era também dirigente do Conselho Nacional para a Defesa da Democracia - Forças para a Defesa da Democracia (CNDD-FDD), liderado pelo Presidente burundês, Pierre Nkurunziza.

A controversa decisão de Nkurunziza se candidatar, com êxito, a um terceiro mandato na presidência burundesa desencadeou em abril de 2015 uma nova crise política e militar no país, que já provocou mais de meio milhar de mortos e levou mais de 270.000 pessoas a abandonar o Burundi.

Vários altos dirigentes militares próximos do presidente têm sido assassinados desde o início da crise.

No entanto, Hafsa Mossi, que chegou a ser conselheira de Nkurunziza, estava há vários anos longe da ribalta política e foi a primeira alta dirigente política a ser assassinada.

Com Lusa

  • França vence o Peru e apura-se para os oitavos de final do Mundial

    Mundial 2018 / França

    A França venceu o Peru num encontro da 2.ª jornada do grupo C do Mundial 2018. Aos 34 minutos, Pogba passou para Giroud na esquerda, que tentou de pronto o remate, mas a bola saiu prensada por um defesa e chegou até à boca da baliza, onde apareceu Mbappé que praticamente só tem que encostar para pôr a França em vantagem no marcador. Ainda na primeira parte, Lucas Hernández tentou, por duas vezes consecutivas, marcar o segundo golo da França. Na segunda parte, o peruano Farfán ainda rematou várias vezes à baliza de Hugo Lloris, mas sem êxito.

  • Colisão mortal no IC1 perto da Marateca
    1:51
  • Portugal e Espanha empatados em tudo... menos nos amarelos
    1:42
  • Fase de grupos é o "momento mais crítico", diz Fernando Santos
    0:21