sicnot

Perfil

Mundo

Morreu o antigo "chefe de todos os chefes" da máfia siciliana

Bernardo Provenzano, o antigo chefe supremo da Cosa Nostra, a máfia siciliana, morreu hoje aos 83 anos na prisão, anunciaram os media italianos. Era conhecido como o capo di tutti i capi ("chefe de todos os chefes")

© Ho New / Reuters

O antigo chefe criminoso encontrava-se no hospital de San Paolo em Milão a ser tratado a um cancro diagnosticado há vários anos.

Bernardo Provenzano foi detido em 2006 após 30 anos de clandestinidade e de mistérios.

Preso desde então num regime de alta segurança, depois de várias condenações a prisão perpétua, o chefe mafioso foi hospitalizado em abril de 2014.

Nascido a 31 de janeiro de 1933 em Corleone (Sicília) - nome que ficou associado à máfia devido ao romance e aos filmes de "O Padrinho" -, Provenzano foi subindo gradualmente na hierarquia da máfia antes de chegar à Cúpula, o mais alto órgão de decisão do "polvo".

Alegadamente cometeu o seu primeiro assassínio aos 25 anos, quando matou um chefe rival, e era alcunhado de "o trator" devido ao modo como ceifava as suas vítimas.

Mais tarde ganhou uma segunda alcunha, "o contabilista", devido à sua mestria das finanças do seu império do crime.

Provenzano, que entrou na clandestinidade no início dos anos 1970, participou nas decisões mais importantes da Cúpula, enquanto "braço direito" de Toto Riina, o chefe histórico da máfia, detido em 1993, e que substituiu então.

Riina e Provenzano são ambos do clã Corleone, que dirigiu a máfia com "mão de ferro" durante mais de duas décadas.

Lusa

  • Negócios do Fogo
    22:00
  • Direção da Raríssimas na Madeira demitiu-se em setembro
    1:58

    País

    Três representantes da Raríssimas na ilha da Madeira demitiram-se, em setembro, de costas voltas para a direção. A delegação da instituição na ilha começou em 2015 e fechou com as três demissões. Em entrevista à SIC, uma das antigas delegadas afirmou que todos os fundos angariados foram para a sede, em Lisboa, ficando depois sem dinheiro para pagar as despesas.

  • Deputado do PSD recusa vice-presidência da Raríssimas
    1:58

    País

    Nas reações políticas ao caso da Raríssimas, o PSD e CDS dizem que é preciso acionar todos os mecanismos legais apropriados para averiguar a situação. O deputado social-democrata, Ricardo Baptista Leite, que tinha sido convidado recentemente para vice-presidente da instituição, diz que já não há condições para tomar posse.

  • Turistas aproveitam nevão na Serra da Estrela
    1:23
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59
  • Dezenas de feridos em protestos contra decisão de Trump em Israel
    1:55
  • A brincadeira de um youtuber que podia ter acabado mal

    Mundo

    Um jovem youtuber inglês enfiou a cabeça num saco de plástico, prendeu-a na parte interna de um microondas e encheu depois o eletrodoméstico com cimento. A brincadeira, que podia ter acabado de forma trágica, deixou o jovem completamente preso e obrigou à intervenção dos serviços de emergência.

    SIC

  • "Popeye" russo pode ter que amputar braços

    Mundo

    Um jovem russo injetou um óleo no corpo para conseguir ter músculos, mais propriamente nos seus braços, que já cresceram cerca de 25 centímetros. Contudo, segundo um médico, o procedimento pode levar à necessidade de amputação, deixando o jovem sem os membros.