sicnot

Perfil

Mundo

Theresa May garante que vai governar a pensar nas necessidades dos britânicos comuns

Theresa May garante que vai governar a pensar nas necessidades dos britânicos comuns

No primeiro discurso enquanto primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May disse que o governo que vai constituir terá como prioridade responder às necessidades dos comuns britânicos. Garantiu ainda que o país irá estar à altura dos desafios que se avizinham, nomeadamente as negociações para a saída da União Europeia.

  • Theresa May não é garantia de estabilidade no Reino Unido
    2:47

    Brexit

    A tomada de posse de Theresa May no governo britânico não garante um período de estabilidade no Reino Unido. Pelo contrário, é esperada alguma incerteza interna, dentro do próprio partido conservador, e externa, com o Brexit em cima da mesa. Apesar da pressão de Bruxelas, a nova primeira-ministra já veio dizer que só ativará o artigo 50 para a saída oficial da União Europeia em Janeiro, como nos explica a enviada especial da SIC ao Reino Unido, Inês Cândido.

  • Quem é Theresa May
    2:05

    Mundo

    Theresa May é a segunda mulher a chefiar um governo, na história do Reino Unido. A agora primeira-ministra tem 59 anos e foi eleita deputada em 2007. Foi durante seis anos ministra do Interior e apoiou a campanha pela permanência do Reino Unido na União Europeia.

  • Escritor e filólogo Frederico Lourenço distinguido com o Prémio Pessoa 2016

    Cultura

    O escritor, tradutor, professor universitário Frederico Lourenço foi distinguido com o Prémio Pessoa 2016. O anúncio foi feito hoje pelo presidente do júri, Francisco Pinto Balsemão, no Palácio de Seteais, em Sintra, sublinhando que a atividade de Frederico Lourenço tem como "traço singular" ter oferecido "à língua portuguesa as grandes obras de literatura clássica".

  • Governo garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo de ajuda alimentar
    1:18

    País

    O ministro da Solidariedade e Segurança Social garante que Portugal não desperdiçou nenhum fundo europeu de ajuda alimentar. Vieira da Silva respondeu, esta manhã, à notícia avançada pelo Jornal de Notícias que dava conta de que, este ano, o país teria desperdiçado 28 milhões de euros de um fundo europeu porque o programa ainda não está operacional. O ministro garante que o programa vai ser executado em 2017 e que este ano serviu para tomar medidas no sentido dessa implementação. Vieira da Silva assegura também que o montante disponível para o programa não foi desperdiçado e vai poder ser usado.

  • Sporting de Braga eliminado da Liga Europa
    2:01
  • Explosão no Cairo faz seis mortos

    Mundo

    Seis pessoas morreram hoje numa explosão junto a um posto de controlo da polícia no Cairo, indicaram os meios de comunicação social e responsáveis egípcios.