sicnot

Perfil

Mundo

Estudo demonstra que luz artificial pode provocar doenças

Um estudo publicado na revista Current Biology revelou que a exposição à luz artificial de forma constante e durante meses provoca "muitas consequências negativas" para a saúde, como sinais precoces de osteoporose.

(Reuters)

(Reuters)

REUTERS

A investigação feita com experiências em ratos é liderada por Johanna Meijer, do centro médico da Universidade de Leiden, na Holanda, que realçou que este trabalho demonstra que o equilíbrio no ciclo de luz natural/escuridão é importante para a saúde e interrupções no mesmo provocam vários problemas de saúde.

Para investigar a relação entre a doença e uma alteração do ciclo luz-escuridão, os investigadores expuseram ratos à luz artificial todo o dia durante 24 semanas e mediram vários parâmetros de saúde importantes, segundo uma nota de imprensa da Cell, um grupo que edita a revista onde o artigo foi publicado.

As análises da atividade cerebral destes ratos mostraram que a exposição constante à luz reduz o ritmo cardíaco até 70% numa zona do hipotálamo chamada núcleo supraquiasmático - que controla o funcionamento do sistema nervoso.

O ritmo cardíaco é o relógio biológico dos seres vivos que se ativa a cada 24 horas e rege as funções fisiológicas.

Segundo a nota de imprensa, o que mais surpreende é que a alteração do ritmo cardíaco e dos padrões normais de luz e escuridão levaram a uma redução da função do músculo-esquelético nestes animais, que pode ser medida consoante padrões de teste de força.

Os ossos destes ratos mostraram sinais de deterioração e os animais entraram em estado pró-inflamatório, que normalmente se observa só na presença de bactérias e outros estímulos nocivos.

Contudo, os cientistas qualificam estes efeitos negativos para a saúde como reversíveis quando o ciclo natural de luz-escuridão se restabelece: quando os ratos voltaram a um ciclo normal depois de duas semanas, os neurónios da região do núcleo supraquiasmático recuperaram o seu ritmo normal e os problemas de saúde diminuíram.

O estudo mostra que a influência dos padrões de luz-escuridão na saúde não é tão neutra como se pensava.

Neste sentido, Meijer destacou que "são dados de muitos laboratórios do mundo os que apontam neste mesma direção".

Cerca de 75% da população mundial está exposta à luz durante a noite, muitos trabalham nesse horário ou encontram-se, por exemplo, em residências ou unidades de cuidados intensivos submetidos a luz constante, lembra o comunicado.

Segundo os autores do estudo, os resultados da experiência deveriam levar as pessoas a terem em conta a quantidade de luz artificial a que estão expostas.

Lusa

  • Nomeados para os Óscares são anunciados hoje

    Óscares 2017

    As nomeações para a 89ª. edição dos Óscares, os prémios da Academia norte-americana de cinema, são conhecidos esta terça-feira e pela primeira vez o anúncio será feito apenas via Internet. Para ver também aqui em direto, na SIC Notícias, a partir das 13:00.

    Aqui às 13:00

  • "O Sporting é o um barco à deriva"
    2:26
    O Dia Seguinte

    O Dia Seguinte

    2ªFEIRA 21:50

    A crise do Sporting foi o principal tema em O Dia Seguinte, esta segunda-feira. José Guilherme Aguiar censura Bruno de Carvalho por ter convidado Jorge Jesus para a comissão de honra da recandidatura. Já Rogério Alves não tem dúvidas que a contestação tem aumentado de tom devido à proximidade das eleições do Sporting. Rui Gomes da Silva pensa que toda a direção leonina é responsável pelo mau momento atual do clube.

  • Deputado do PS abandona partido e pode colocar em causa maioria parlamentar
    2:28

    País

    Domingos Pereira foi eleito pelo círculo de Braga. Agora, vai demitir-se do Partido Socialista e entregar o cartão de militante. Contudo, mantém-se no Parlamento, passando assim a deputado independente na Assembleia da República. Pode estar em causa a maioria parlamentar quando o PCP se abstiver.

    Notícia SIC

  • Pedro Dias recusou mostrar caligrafia
    2:29

    País

    Pedro Dias forneceu esta segunda-feira ADN aos peritos do laboratório da polícia científica. O suspeito dos crimes de Aguiar da Beira também foi intimado a entregar amostras da própria caligrafia, mas recusou fazê-lo.

  • "Todo o mundo no voo estava a orar em voz alta"
    4:00
  • "O México não acredita em muros"
    0:45

    Mundo

    Em resposta a Donald Trump, o Presidente mexicano diz que o país não acredita em muros, mas em pontes. Enrique Peña Nieto diz ainda que o México vai procurar dialogar com os Estados Unidos sem confrontos, mas também sem submissão.