sicnot

Perfil

Mundo

Milhares de crianças sujeitas a trabalho infantil perigoso no Afeganistão

O governo afegão está a falhar na proteção de milhares de crianças, algumas com apenas cinco anos, quanto às condições de trabalho, violando as leis do Afeganistão, acusa um relatório da organização Human Rights Watch hoje divulgado.

© Mohammad Ismail / Reuters

No relatório de 31 páginas, intitulado "Eles suportam todas as dores - o trabalho infantil perigoso no Afeganistão", denuncia-se que dezenas de milhares de crianças trabalham em empregos perigosos como na indústria dos tapetes ou são forçados a trabalhar em olarias ou em metalurgias.

Diz-se no documento que as crianças executam tarefas que podem levar a doenças, a ferimentos ou mesmo à morte, devido a condições de trabalho perigosas e má aplicação das regras de segurança e saúde.

E acrescenta-se que muitas crianças combinam a escola com o trabalho sem condições ou nem sequer vão à escola, que deixam prematuramente devido ao trabalho. Segundo o documento só metade das crianças envolvidas no trabalho infantil vai à escola.

"Milhares de crianças arriscam todos os dias a saúde e a segurança para por comida na mesa", disse Phelim Kine, um dos responsáveis para a Ásia da organização não governamental Human Rights Watch, acrescentando que o Governo do Afeganistão precisa de proteger melhor as suas crianças, fazendo cumprir a lei que proíbe que crianças executem trabalhos perigosos.

A organização internacional sobre os direitos humanos, com sede em Nova Iorque, diz que o Governo afegão falhou na proibição de trabalho infantil perigoso, parou nos esforços de dotar o país de leis nesta área de acordo com as normas internacionais, e não consegue fiscalizar a aplicação da lei, pelo que o trabalho penoso de muitas crianças passa despercebido e estas sem proteção.

Apesar de ter publicado em 2014 uma lista de 19 profissões perigosas e proibidas para crianças, como tecelagem, metalurgia ou olaria (fabricar tijolos), o Governo não conseguiu fazer cumprir a lei que criou, nomeadamente penalizando os infratores.

Um gerente de um forno de tijolo em Cabul disse à Human Rights Watch que no local trabalham crianças a partir dos oito anos, que acordam às 03:00 e que trabalham até quase à noite. "Eles queixam-se de dores, mas o que é que podemos fazer? As crianças estão aqui para ganhar a vida", disse.

A pobreza extrema no Afeganistão leva muitas vezes as crianças a fazerem trabalhos perigosos, afirma-se no documento, no qual se lembra que o país continua a ser um dos mais pobres do mundo.

A falta de terras, o analfabetismo, o elevado desemprego e o continuado conflito armado em grande parte do país são dos mais importantes fatores que contribuem para a pobreza crónica e, como resultado dela, o trabalho infantil.

Lusa

  • Ex-observador de árbitros terá informado Benfica sobre notificação a Rui Vitória
    1:57

    Desporto

    Novas revelações no caso dos e-mails, que envolve o Benfica, surgiram esta terça-feira. No Porto Canal, o diretor de comunicação do FC Porto revelou um e-mail onde um funcionário judicial e ex-observador de árbitros da Primeira Liga informa o Benfica sobre uma notificação ao treinador Rui Vitória. O e-mail foi alegadamente enviado para Paulo Gonçalves, assessor da SAD encarnada.

  • Acidente durante funeral em Miranda do Corvo causa 12 feridos
    2:39

    País

    Um acidente na zona de Miranda do Corvo fez esta terça-feira 12 feridos, um em estado grave. Foi durante um funeral, quando falharam os travões a um dos carros que seguia no cortejo, como explicou, em direto do local, o repórter Miguel Ângelo Marques.

  • Instalações militares vão ter reforço de segurança
    0:52

    Assalto em Tancos

    Depois do caso do roubo de material em Tancos, várias instalações militares vão sofrer um reforço de segurança do material que armazenam. As conclusões sobre o furto dos paióis de Tancos serviram de base às medidas anunciadas esta terça-feira pelo Ministério da Defesa. 

  • SIC faz-se à estrada para ouvir eleitores
    2:13
  • Os elevadores do futuro
    7:13
  • Demências afetam 50 milhões de pessoas
    2:23

    Mundo

    Cinquenta milhões de pessoas em todo o mundo e mais de 150 mil em Portugal sofrem de demências como o Alzheimer ou o Parkinson. Oitenta especialistas de 21 países reúnem-se esta semana na Fundação Champalimau, em Lisboa, para falar deste tipo de epidemia silenciosa.

  • Maria deixa 25 mil pessoas sem eletricidade em Guadalupe
    2:24
  • Pistolas Nerf podem causar graves lesões nos olhos

    Mundo

    As balas das pistolas Nerf, quando atingem os olhos, podem causar graves lesões. O aviso é de um grupo de médicos de Londres, que recomenda a utilização de óculos protetores e o aumento da idade mínima para a utilização dos brinquedos.

    SIC

  • Investigadores descobrem como transformar gordura "má" em gordura "boa"

    Mundo

    Uma equipa de investigadores da Universidade de Washington, Estados Unidos, descobriu como converter a gordura corporal "má" em gordura "boa", permitindo queimar mais calorias e atrasar o aumento de peso, num estudo conduzido em ratos. Estes resultados abrem caminho para a possibilidade de desenvolver tratamentos mais eficazes para a obesidade e para a diabetes associada ao aumento de peso em pessoas, segundo os autores.

  • Escola na Croácia usa imagem de Melania Trump para chamar alunos

    Mundo

    "Imagine até onde pode ir com um pouco de inglês", foi com estas palavras que uma escola de inglês da Croácia decidiu promover as suas aulas, juntando ainda a fotografia de Melania Trump ao placard do anúncio. Agora, a primeira-dama norte-americana ameaça levar o Instituo Americki a tribunal. Entretanto, o placard já foi retirado do local.

    SIC