sicnot

Perfil

Mundo

Nove veículos incendiados durante a noite em bairro de Bruxelas

Nove viaturas arderam esta noite na comuna de Saint-Gilles, em Bruxelas, numa zona onde habitam portugueses e luso-descendentes, sem que haja vítimas a lamentar, segundo a polícia local.

(Arquivo)

(Arquivo)

© Francois Lenoir / Reuters

Contactado pela Lusa, o conselheiro das Comunidades na Bélgica, Pedro Rupio, disse não ter qualquer conhecimento de danos sofridos por portugueses ou luso-descendentes.

De acordo com informações de uma porta-voz da polícia local, Marie Verbeke, citada pela imprensa belga, "uma viatura foi incendiada e as chamas propagaram-se a outras oito, confirmando-se a origem criminosa do primeiro fogo.

"Os factos tiveram origem criminosa, mas não estão relacionados com terrorismo", sublinhou Verbeke.

Os bombeiros tinham as chamas controladas à 01:30 (00:30 em Lisboa) e deram as operações por terminadas às 03:00, tendo os veículos danificados sido rebocados.

Lusa

  • Como não perder Barack e Michelle Obama nas redes sociais

    Mundo

    Sair da Casa Branca implica mais que reunir objetos físicos: é preciso guardar também os tweets, os posts e todo o conteúdo digital produzido nos últimos oito anos pelo Presidente dos EUA e pela primeira-dama. A equipa de Barack Obama já preparou tudo para que nada se perca do seu legado digital.

  • Portugueses querem contratar Obama

    Mundo

    Contratar Barack Obama. Pode parecer uma tarefa impossível, mas para a startup portuguesa Swonkie a única resposta a este desafio é "Yes We Can", mote da campanha presidencial de Obama de há nove anos.

  • Artista que criou poster de Obama quer invadir EUA com símbolos de esperança

    Mundo

    Shepard Fairey - o artista por trás do tão conhecido cartaz vermelho e azul "Hope" de Barack Obama, durante a campanha eleitoral de 2008 nos EUA - produziu uma série de novas imagens a tempo da tomada de posse de Donald Trump, na sexta-feira. Agora, o artista e a sua equipa querem manifestar uma posição política com a campanha "We The People", contra as ideias que o Presidente eleito tem defendido.