sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte anuncia detenção de desertor acusado de espionagem

​Pyongyang anunciou hoje a detenção de um desertor norte-coreano acusado de ter participado num plano para raptar crianças, idealizado pelos serviços de espionagem de Seul, na Coreia do Sul.

Wong Maye-E

Durante uma conferência de imprensa, cuidadosamente encenada em Pyongyang, Ko Hyon-Chol, de 53 anos, "confessou" ter tentado sequestrar duas meninas órfãs norte-coreanas, que pretendia levar para a Coreia do Sul.

"Eu cometi um crime imperdoável ao estar envolvido numa tentativa de rapto de crianças", disse, em lágrimas, Ko Hyon-Chol, na conferência de imprensa que juntou jornalistas e diplomatas estrangeiros.

Ko Hyon-Chol fugiu da Coreia do Norte em janeiro de 2013 e viveu na China durante aproximadamente um ano, antes de chegar à Coreia do Sul em 2014, através do Laos e da Tailândia.

Com Lusa

  • António Costa evita perguntas sobre estágios não remunerados
    1:55
  • "É evidente que não fecho a porta ao Eurogrupo"
    1:38

    Economia

    O ministro das Finanças diz que não fecha a porta ao Eurogrupo. A declaração é feita numa entrevista ao semanário Expresso. No entanto, Mário Centeno deixa a ressalva que qualquer ministro das Finanças do Eurogrupo pode ser presidente.

  • Trump adia decisão sobre permanência nos acordos de Paris
    1:48
  • Raízes de ciência e rebentos de esperança
    14:14