sicnot

Perfil

Mundo

Exército acusa presidente de ter imposto um "regime autoritário de medo"

O exército turco classificou hoje o presidente turco, o islamista Recep Tayyip Erdogan, como um "traidor" e acusou-o de ter estabelecido um "regime autoritário de medo", depois de terem anunciado que tinham tomado o poder e estabelecido a lei marcial.

© Murad Sezer / Reuters

Em comunicado lido na televisão turca TRT, o exército turco assegura que o país será governado por uma denominado "conselho de paz do país" para dar "a todos os cidadãos, todos os direito e estabelecer a ordem constitucional".

Sob as ordens de Erdogan, "todas as instituições do estado começam a ser desenhadas com propósito ideológico e o império da Lei secular foi, de facto, eliminado", prossegue o comunicado.

O exército turco ordenou a todas as emissoras que emitissem a mesma informação, na qual afirma que "o poder político perdeu a sua legitimidade e foi derrubado e (os seus responsáveis) serão processados".

Esta noite, forças de segurança turcas encerraram as duas pontes sobre o estreito do Bósforo, em Istambul, e foram ouvidos jatos militares voando baixo sobre Ancara.

Depois de aviões terem voado a baixa altitude há helicópteros a sobrevoar a capital turca.

Lusa

  • Tentativa de golpe de Estado na Turquia

    Mundo

    Forças de segurança turcas encerraram as duas pontes sobre o estreito do Bósforo, em Istambul, e foram ouvidos jatos militares voando baixo sobre Ancara, tendo o primeiro-ministro admitido que esteja em curso um golpe militar.

  • Jatos militares sobrevoam Ancara e duas pontes estão fechadas
    1:42

    Mundo

    José Pedro Tavares relata as movimentações militares que estão a acontecer em Ancara, na Turquia. O correspondente da SIC explica ter ouvido jatos militares a sobrevoarem a capital. Até ao momento não existe qualquer informação oficial de que se trate de um golpe de Estado mas duas pontes da cidade estão fechadas e os militares recomendam que a população não saia de casa.

  • Exército anuncia que tomou o poder na Turquia

    Mundo

    O Exército turco afirmou, em comunicado de imprensa, que tomou o poder em todo o país. "O Exército assumiu totalmente o poder para restaurar a democracia. Todos os nossos acordos internacionais estão em vigor. Esperamos manter as boas relações com todos os países", refere, no comunicado, o Estado-Maior do Exército.

  • "Se o exército turco se dividir há guerra civil"
    3:33

    Mundo

    As forças de segurança turcas encerraram as duas pontes sobre o estreito do rio Bósforo, em Istambul. Fala-se numa tentativa de golpe militar. O general Rodolfo Begonha esteve em direto na SIC Notícias e diz que até ao momento não existem informações suficientes para entender as motivações dos militares. O general fala ainda da relação complicada da Turquia com os curdos e explica que caso o exército turco se divida existe uma forte possibilidade de guerra civil .

  • No caso de uma revolução o processo de islamização deverá ser travado
    5:36

    Mundo

    Henrique Cymerman considera que, caso o golpe de Estado venha a efetivar-se na Turquia, o processo de ismalização no país derá travado. O correspondenteda SIC em Israel afirma que o país está atento aos últimos acontecimentos na Turquia, com quem fechou um acordo após vários incidentes e um conflitos de vários anos.

  • Militares tentam acabar com guerra entre traficantes na Rocinha, Rio de Janeiro
    3:07

    Mundo

    As últimas horas têm sido de tensão no Rio de Janeiro depois dos tiroteios que começaram desde que uma das principais favelas da cidade foi ocupada por militares na sexta-feira. As forças federais foram acionadas para auxiliarem a polícia, que há vários dias tenta acabar com a guerra entre fações de traficantes de droga.

  • Irão lança míssil de médio alcance
    1:13

    Mundo

    Três dias depois do discurso hostil de Donald Trump nas Nações Unidas, o Irão testou um novo míssil de médio alcance que atingiu uma altura de dois mil quilómetros. Teerão diz que o teste não viola o acordo nuclear.

  • Trump renovou as ameaças à Coreia do Norte
    1:30
  • Guterres apela à Coreia do Norte para cumprir resoluções

    Mundo

    O secretário-geral das Nações Unidas, António Guterres, apelou este sábado ao ministro do Exterior da Coreia do Norte, Ri Yong Ho, para o cumprimento das resoluções que o Conselho de Segurança impôs ao país em resposta à sua escalada armada.

  • Atrás das Câmaras em Pedrógão Grande
    3:37
    Atrás das Câmaras

    Atrás das Câmaras

    DIARIAMENTE NA SIC E SIC NOTÍCIAS

    A carrinha do "Atrás das Câmaras" continua pelo país a mostrar aquilo que alguns políticos ignoram. Este sábado a equipa da SIC esteve em Pedrógão Grande, 99 dias após o incêndio que fez 64 mortos e 200 feridos.

  • Morreu Charles Bradley, uma das lendas do soul

    Cultura

    O cantor Charles Bradley morreu este sábado aos 68 anos. O músico norte-americano foi diagnosticado com cancro no ano passado. A notícia da morte foi confirmada na página oficial do cantor no Facebook.