sicnot

Perfil

Mundo

Obama pede que se evite "banho de sangue" na Turquia

O Presidente dos EUA, Barack Obama, exortou hoje todas as partes na Turquia a apoiarem o Governo turco "democraticamente eleito" do Presidente Recel Tayyip Erdogan, e quando decorre um tentativa de golpe de Estado no país, anunciou a Casa Branca.

© Murad Sezer / Reuters

Após uma conversa telefónica com o seu secretário de Estado John Kerry, que se encontra em Moscovo, Obama apelou à "contenção e evitar violência ou banho de sangue" na Turquia, onde diversos polícias já foram mortos e onde os soldados dispararam sobre a multidão em Istambul.

Em Berlim, o porta-voz da chanceler alemã Angela Merkel considerou que a "ordem democrática deve ser respeitada na Turquia" e acrescentou que "tudo deve ser feito para proteger as vidas humanas".

Lusa

  • Marcelo saúda "forma rápida" como Conselho de Ministros "tratou de tudo"
    1:03

    País

    O Presidente da República lembra que é preciso convergência de forma a adotar rapidamente as medidas mais urgentes do plano de emergência. No concelho de Tábua, Marcelo Rebelo de Sousa destacou ainda os esforços do Conselho de Ministros, mas lembrou que as medidas anunciadas são apenas o início de um processo e não o fim.