sicnot

Perfil

Mundo

Relatório dos EUA excluiu envolvimento de responsáveis sauditas no 11 de setembro

Os Estados Unidos não dispõem de provas do envolvimento de responsáveis sauditas nos atentados de 11 de setembro em Nova Iorque, referem as páginas secretas de um relatório parlamentar de investigação redigido em 2002 e divulgado apenas esta sexta-feira.

11 de setembro de 2001 - Os Estados Unidos sofrem o pior atentado da sua história contra o Pentágono em Washington e Torres Gémeas, em Nova Iorque. O líder do grupo terrorista Al-Qaida, Bin Laden, que se esconde nas montanhas do Afeganistão, é considerado culpado.

11 de setembro de 2001 - Os Estados Unidos sofrem o pior atentado da sua história contra o Pentágono em Washington e Torres Gémeas, em Nova Iorque. O líder do grupo terrorista Al-Qaida, Bin Laden, que se esconde nas montanhas do Afeganistão, é considerado culpado.

CHAO SOI CHEONG / AP

As agências de informações norte-americanas não conseguiram "identificar de forma definitiva" as ligações entre autoridades sauditas e os atacantes do 11 de setembro de 2001, afirmam nas 28 páginas desclassificadas as comissões de Informações do Senado e da Câmara dos representantes.

Os legisladores das duas bancadas tinham pedido a sua publicação, mas a administração de Barack Obama referiu que apenas o faria após cuidadosa revisão.

A Casa Branca alegou que a comissão para investigar o 11 de setembro criada pelo Congresso examinou a fundo o assunto e não encontrou provas de um vínculo entre as autoridades sauditas e os sequestradores dos aviões que atacaram Nova Iorque e Washington.

Na sua conferência de imprensa diária o porta-voz da Casa Branca, Josh Earnest, descartou que o conteúdo do documento resulte de um compromisso com os sauditas, porque "o informe desclassificado" que existia até ao momento afastava essa possibilidade.

O Governo norte-americano receava que a publicação desse estudo afetasse as relações que mantém com um dos seus mais valiosos aliados no Médio Oriente.

O documento pode ser consultado na página digital do Comité de Informações da Câmara baixa dos Estados Unidos.

Em comunicado, o embaixador saudita em Washington, Abdullah Al-Saud, regozijou-se com a divulgação e as conclusões do informe.

Lusa

  • O percurso dos rendimentos de Ronaldo
    3:43

    Desporto

    O Ministério das Finanças espanhol abriu uma investigação a Cristiano Ronaldo, por eventuais irregularides na declaração dos rendimentos da publicidade. A Gestifute, empresa do agente do avançado do Real Madrid, garante que Ronaldo tem os impostos em dia. A investigação aos documentos extraídos da plataforma informática Football Leaks, liderada pela revista alemã Der Spiegel, e da qual faz parte o jornal Expresso, conseguiu traçar o percurso dos rendimentos do melhor jogador do mundo.

  • Fábio Coentrão investigado por suspeita de delitos fiscais
    3:37

    Desporto

    O Ministério Público de Madrid acusou o defesa português Ricardo Carvalho de evasão fiscal e está a investigar Fábio Coentrão por eventuais delitos fiscais. Além dos dois portugueses a justiça acusou ainda o espanhol Xabi Alonso, o argentino Ángel Di María e investiga o colombiano Falcão. As investigações surgem depois da revelação do caso Football Leaks, investigada pelo Expresso e pelo consórcio europeu de jornalistas que tiveram acesso a milhões de documentos.

  • Mais cinco ilhas dos Açores sob aviso vermelho

    País

    O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) elevou esta quarta-feira para vermelho o aviso para as cinco ilhas do grupo central dos Açores, onde no Faial o vento atingiu os 150 quilómetros por hora.

  • Votações sobre o mapa judiciário geram tensão no Parlamento
    2:01

    País

    O momento das votações no Parlamento ficou marcado por alguma tensão. Depois de aprovadas, em comissão, as alterações ao mapa judiciário, o PSD opôs-se a que o diploma fosse votado em plenário, uma vez que não fazia parte da versão inicial do guião de votações. A esquerda acusou os sociais-democratas de terem motivações estritamente políticas e não regimentais.

  • Uma alternativa aos serviços de enfermagem ao domicílio
    7:34
  • As primeiras palavras de um dos sobreviventes da Chapecoense
    0:29
  • Familiares de vítimas procuram destroços do MH370
    1:48

    Voo MH370

    Um grupo de familiares das vítimas do avião das linhas aéreas da Malásia, desaparecido em 2014, procuram destroços do aparelho em Madagáscar. As autoridades malaias estudam a posssibilidade de uma nova operação de buscas.

  • Primeiro-ministro em lágrimas ao reencontrar refugiado que recebeu no Canadá em 2015

    Mundo

    Justin Trudeau desfez-se em lágrimas no reencontro com um refugiado sírio, que ele recebeu no Canadá em 2015. No ano passado, Trudeau recebeu pessoalmente os refugiados no aeroporto, onde foi visto a entregar casacos de inverno aos migrantes. Esta segunda-feira, o primeiro-ministro conheceu algumas das famílias que se estabeleceram no país, numa reunião filmada pela emissora canadiana CBC.