sicnot

Perfil

Mundo

"Se o exército turco se dividir há guerra civil"

"Se o exército turco se dividir há guerra civil"

As forças de segurança turcas encerraram as duas pontes sobre o estreito do rio Bósforo, em Istambul. Fala-se numa tentativa de golpe militar. O general Rodolfo Begonha esteve em direto na SIC Notícias e diz que até ao momento não existem informações suficientes para entender as motivações dos militares. O general fala ainda da relação complicada da Turquia com os curdos e explica que caso o exército turco se divida existe uma forte possibilidade de guerra civil .

  • "Não são boas notícias para o Estado turco"
    5:20

    Mundo

    As forças de segurança turcas encerraram as duas pontes sobre o estreito do rio Bósforo, em Istambul. Há relatos da presença de militares nas ruas e fala-se numa tentativa de golpe de Estado. O comentador da SIC Nuno Rogeiro diz que há já várias semanas que existiam rumores que alguns setores das forças armadas estavam descontentes com a política seguida pelo estado turco. Nuno Rogeiro avança que o aeroporto de Istambul se encontra encontra encerrado e diz que estes movimentos não representam boas notícias para o Estado turco.

  • Jatos militares sobrevoam Ancara e duas pontes estão fechadas
    1:42

    Mundo

    José Pedro Tavares relata as movimentações militares que estão a acontecer em Ancara, na Turquia. O correspondente da SIC explica ter ouvido jatos militares a sobrevoarem a capital. Até ao momento não existe qualquer informação oficial de que se trate de um golpe de Estado mas duas pontes da cidade estão fechadas e os militares recomendam que a população não saia de casa.

  • João Galamba deixa de ser porta-voz do PS

    País

    João Galamba vai deixar de ser porta-voz do PS e de integrar a comissão permanente do partido. A nova porta-voz dos socialistas vai ser Maria Antónia Almeida Santos, que já integrava a comissão independente, órgão de direção política do PS.

  • Mariano Rajoy não vai convocar eleições antecipadas
    1:24

    Mundo

    O governo espanhol está por um fio por causa de um processo de corrupção a envolver dirigentes do PP. O PSOE apresentou uma moção de censura e o Ciudadanos pede eleições antecipadas. O chefe do governo, Mariano Rajoy, já disse que não vai convocar eleições.