sicnot

Perfil

Mundo

Erdogan garante que não vai sair do poder

Erdogan garante que não vai sair do poder

O Presidente da Turquia garante que os responsáveis pela tentativa de golpe de Estado vão pagar um preço muito alto. Erdogan diz que se tratou de uma minoria e que não vai sair do poder.

Recep Tayyip Erdogan, que falava no aeroporto de Istambul, onde aterrou esta madrugada vindo de uma instância balnear onde estava de férias, disse que as Forças Armadas não controlam nem controlarão o poder no país.

O Presidente turco já havia falado duas horas antes, à chegada à cidade, tendo garantido que a tentativa de golpe de Estado é como um "presente de Deus" que permitirá "limpar" o Exército.

O Presidente turco culpou pelo golpe de Estado, que definiu de "traição", os apoiantes do seu arqui-inimigo, Fethullah Gülen, um imã exilado há anos nos Estados Unidos. O movimento que apoia Gülen (Hizmet) e o próprio Fethullah Gülen já condenaram o golpe em dois comunicados nas últimas horas.

"Tendo sido alvo de múltiplos golpes de estado militares ao longo de cinco décadas é especialmente insultuoso ser acusado de estar ligado a esta intentona. Nego categoricamente estas acusações", disse Gülen, no comunicado mais recente.

O Governo e os serviços secretos dão há horas a tentativa de golpe como fracassada, embora admitindo que permanecem bolsas de resistência.

O primeiro-ministro, Binali Yildirim, anunciou entretanto a nomeação de um novo chefe das Forças Armadas interino, Ümit Dündar, para substituir o general Hulusi Akar, que as autoridades turcas pensam ter sido feito prisioneiro dos golpistas.

Por outro lado, nas últimas horas, as televisões transmitiram em direto a rendição de uma unidade do exército constituída por cerca de 60 militares rebeldes que tinham tomado uma das pontes do Bósforo, em Istambul.

Em simultâneo, caças da Força Aérea turca bombardearam tanques usados pelos rebeldes que estavam em redor do palácio presidencial, em Ancara, a capital do país, segundo fontes da Presidência citadas pela agência de notícias AFP.

Os meios de comunicação social têm dado conta, ao longo da madrugada, de tiroteios e explosões em Istambul e Ancara e de bombardeamentos do edifício do parlamento e nas imediações do palácio presidencial.

Em declarações à televisão CNNTürk, o primeiro-ministro turco revelou que deu ordens à Força Aérea para atacar as forças em rebelião.

Yildirim disse ainda que à frente do golpe estão cerca de 40 comandantes militares, incluindo um general que entretanto morreu no decurso da tentativa de golpe.

Segundo o mais recente balanço, feito pela Procuradoria turca, pelo menos 60 pessoas morreram esta noite no país no decurso da tentativa de golpe.

Fontes não identificadas citadas pela AFP referem que as autoridades já detiveram 336 pessoas relacionadas com a tentativa de golpe, mas oficialmente foram só confirmadas, até agora, cerca de 130.

Entre os mortos estão 17 polícias, vítimas de um ataque em Gölbasi, em Ancara, a um edifício de uma unidade de elite policial.

Com Lusa

  • Primeiro-ministro holandês liga a Costa para explicar palavras de Dijsselbloem
    2:23

    País

    António Costa pediu que Djisselbloem desaparecesse da Presidência do Eurogrupo. Após esta tomada de posição, o primeiro-ministro holandês ligou para Costa na semana passada a dar explicações. Contudo, o primeiro-ministro português não recua e volta a dizer que Dijsselbloem não tem condições para continuar, na sequência das declarações sobre copos e mulheres. Os eurodeputados do Partido Popular Europeu reforçaram também esta terça-feira o pedido de demissão.

  • Surto de hepatite A em Portugal
    2:45

    País

    Há um surto de hepatite A em Portugal. Desde janeiro, 105 pessoas foram diagnosticadas na região de Lisboa e Vale do Tejo, um número superior aos casos contabilizados em todo o país nos últimos 40 anos. O surto terá começado na Holanda e está a atingir quase toda a Europa. A Direção-Geral de Saúde vai divulgar ainda esta terça-feira as normas de orientação clínica para que os médicos possam lidar da melhor maneira com este surto.

  • Abertura da lagoa de Santo André atrai surfistas e bodyboarders
    4:15
  • Kennedy acreditava que Hitler estava vivo

    Mundo

    Um diário de John F. Kennedy vai a leilão em Boston, nos Estados Unidos da América. O diário foi escrito durante a sua breve carreira como jornalista, depois da 2.ª Guerra Mundial. No livro, foram expostas algumas teorias do antigo Presidente norte-americano, como a possibilidade de Hitler estar vivo.

    Ana Rute Carvalho

  • Incêndio num estádio em Xangai destrói parte da bancada

    Mundo

    O Estádio Hongkou da equipa chinesa Shanghai Shenhua foi atingido esta terça-feira por um incêndio que acabou por danificar parte da bancada e algumas salas no interior da infraestrutura. Para o local, foi enviada uma equipa de bombeiros que conseguiu controlar as chamas.