sicnot

Perfil

Mundo

Irão condena tentativa de golpe na Turquia e apela à estabilidade

O ministro dos Negócios Estrangeiros do Irão, Mohamad Yavad Zarif, condenou hoje a tentativa de golpe de estado na Turquia e instou à "estabilidade, democracia e segurança" no país vizinho.

CEM TURKEL

"Os golpes de estado não têm lugar na região" e estão condenados "ao fracasso", escreveu o ministro, no Twitter, sublinhando que, neste caso, o resultado se deveu "à corajosa defesa da democracia e do Governo eleito" por parte do povo turco.

O secretário do Conselho Supremo de Segurança Nacional iraniano, Alí Shamjaní, disse por seu turno à agência oficial IRNA que as autoridades de Teerão "estão a seguir com preocupação" os acontecimentos na Turquia e indicou que "a instabilidade afetará a segurança e a paz das pessoas" no país vizinho.

A Turquia é o principal destino dos turistas do Irão e um dos seus maiores parceiros comerciais. O Irão é o maior fornecedor de energia da Turquia.

Pelo menos 194 pessoas morreram durante a tentativa de golpe de estado na Turquia posta em marcha na sexta-feira à noite por militares rebeldes.

As autoridades anunciaram já a detenção de mais de 1.500 militares relacionados com a intentona.

Lusa

  • Negócios do fogo
    22:00

    Reportagem Especial

    Todos os anos, o Estado gasta centenas de milhões de euros para financiar os meios de combate aos incêndios. A reportagem especial da SIC denuncia falta de rigor e clareza em muitos dos negócios.

  • Porque têm as tempestades nomes?
    0:49

    País

    As tempestades passaram a ter um nome, partilhado pelos serviços de meteorologia de Portugal, França e Espanha. Nuno Moreira, chefe de divisão de previsão meteorológica do IPMA, foi convidado da Edição da Noite da SIC Notícias para explicar que este método é também uma forma de sinalizar a dimensão das tempestades.

  • "Não podemos gastar o dinheiro e depois os filhos e os netos é que pagam"
    2:05

    Opinião

    Miguel Sousa Tavares analisou esta segunda-feira, no habitual espaço de comentário no Jornal da Noite, o reembolso antecipado ao FMI. O comentador da SIC defendeu que seria mais vantajoso se Portugal reembolsasse mais depressa, antes da subida das taxas de juro. Miguel Sousa Tavares considerou ainda que o reembolso da dívida é uma boa notícia, pois seria "desleal" deixar a dívida para "os filhos e os netos" pagarem.

    Miguel Sousa Tavares

  • Os efeitos da tempestade Ana em Portugal
    1:43
  • Fortes nevões no norte da Europa
    0:59

    Mundo

    A tempestade Ana não causou apenas estragos em Portugal, mas também na Galiza, com a queda de árvores e cheias nas zonas ribeirinhas. No norte da Europa, as baixas temperaturas provocaram fortes nevões e paralisaram a Grã-Bretanha, com voos cancelados, escolas fechadas e estradas cortadas.