sicnot

Perfil

Mundo

Merkel pede que golpistas sejam tratados segundo Estado de direito

A chanceler alemã Angela Merkel condenou hoje a tentativa falhada de golpe de Estado contra o presidente turco Recep Tayyip Erdogan, mas pediu-lhe que trate os golpistas respeitando as regras do "Estado de direito".

© Stefanie Loos / Reuters

"Em nome de todo o governo, condeno com a maior severidade" a tentativa de derrubar "com violência" o governo eleito da Turquia, indicou a chanceler numa intervenção em Berlin.

Acrescentou que o tratamento dos "responsáveis pelos acontecimentos trágicos podem e não deverão ser tratados senão nos termos das regras do Estado de direito".

"Qualquer mudança política deve produzir-se pela via democrática, não com tanques na rua", afirmou Merkel após regressar da cimeira Ásia-Europa, que decorreu na Mongólia.

Merkel acrescentou que esta é também a opinião "dos parceiros da UE" que participaram naquele encontro e considerou trágico que tantas pessoas tenham pago com a sua vida a intentona golpista.

"Desejo ao povo turco que, após as horas traumáticas vividas, volte depressa à calma e supere as divisões", disse a chefe do governo alemão.

Merkel exprimiu solidariedade com "todas as forças democráticas, no governo e na oposição", disse que a "Alemanha está do lado dos que defendem a democracia" e recordou que deve respeitar-se a vontade do povo, expressa através do voto.

Recordou os vínculos especiais que unem o seu país à Turquia, tanto pela sua condição de parceiros na NATO como pelo facto de viverem na Alemanha "milhões de concidadãos com raízes turcas", mais concretamente 3,5 milhões, a maior comunidade de origem estrangeira no país.

Lusa

  • As vantagens de comprar online
    8:03
  • Suspeito de homicídio à porta do Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em preventiva
    1:36

    País

    O suspeito de ser o autor dos disparos que mataram um jovem junto à discoteca Luanda foi ouvido em tribunal e ficou em prisão preventiva. Segundo a investigação, tudo terá começado com um mero desacato, ainda dentro da discoteca, onde a vítima e o detido foram filmados a discutir. O homem de 23 anos está indiciado por dois crimes de homicídio, um na forma tentada.

  • Filho de Trump critica mayor de Londres por palavras de 2016

    Ataque em Londres

    Donald Trump Júnior criticou o presidente da Câmara de Londres logo a seguir ao ataque de quarta-feira que fez três mortos e mais de 40 feridos. O filho de Presidente publicou no Twitter uma reação a uma declaração de Sadiq Khan de setembro de 2016. Para o Presidente dos EUA, o ataque em Londres é "uma grande notícia".

  • Marcelo reuniu-se com líderes europeus para falar do futuro da UE
    2:31

    País

    Marcelo Rebelo de Sousa esteve esta quarta-feira em Bruxelas e participou numa homenagem às vítimas do atentado em Bruxelas, onde colocou uma coroa de flores junto ao monumento.O Presidente da República esteve também reunido com os líderes das principais instituições europeias para falar sobre o futuro da UE.