sicnot

Perfil

Mundo

UE condena tentativa de golpe de Estado na Turquia

A representante europeia para a política externa, Federica Mogherini, e o comissário europeu Johannes Hahn condenaram a tentativa de golpe de Estado na Turquia e reafirmaram o seu apoio às instituições democráticas do país.

© Stringer . / Reuters

"Condenamos a tentativa de golpe de Estado na Turquia e reiteramos o nosso total apoio às instituições democráticas do país", afirmam os dois representantes comunitários num comunicado conjunto, emitido hoje, citado pela agência espanhola Efe.

A Alta Representante da UE para a Política Externa e Segurança, Federica Mogherini, o Comissário para o Alargamento e a Política Europeia de Vizinhança, Johannes Hahn, têm estado em contacto com as autoridades turcas e a acompanhar o desenvolvimento dos acontecimentos no país.

"Pedimos o fim do recurso à violência e que a polícia e as forças de segurança" mantenham a moderação e sentido de responsabilidade para evitar mais vítimas, afirmam Mogherini e Hahn, sustentando que "as tensões sociais só podem ser revolvidas através de um processo democrático".

Os dois responsáveis comunitários apelam a um "rápido regresso à ordem constitucional na Turquia, com os seus limites e equilíbrios e sublinham a importância de "o Estado de direito" e as "liberdades fundamentais" prevalecerem.

"A União Europeia mantém a sua solidariedade com a Turquia e com o povo turco", concluem.

Lusa

  • Eis os novos heróis de Vila de Aves
    3:03
  • Desportivo das Aves fora da Liga Europa

    Desporto

    O Desportivo das Aves não vai à Liga Europa e o Sporting terá entrada direta na fase de grupos. Apesar da conquista da Taça de Portugal, a equipa avense não se licenciou em tempo útil para poder participar na prova da UEFA, apurou a SIC.

  • E agora, Sporting? Semana de decisões e incertezas
    2:53
  • "Para primeiro dia de pesca da sardinha, não foi mau"
    2:19
  • "Desfiliei-me do PS mas continuo socialista"
    1:29

    País

    José Sócrates garantiu este domingo que não atacará o PS e que continua a ser socialista. O antigo primeiro-ministro participou num almoço de apoio, em Lisboa, com cerca de 100 pessoas, a maioria anónimos.