sicnot

Perfil

Mundo

Cancelados dois voos que ligam Portugal a Istambul

Dois voos da companhia aérea Turkish Airlines que ligam Portugal a Istambul foram hoje cancelados, de e para o aeroporto de Lisboa, segundo a página de internet da ANA-Aeroportos de Portugal.

© Osman Orsal / Reuters

O voo das 11:30 com origem em Lisboa e com destino o Aeroporto Internacional de Atatürk, em Istambul, foi cancelado, assim como foi cancelado o voo de Istambul que deveria chegar a Lisboa às 10:30.

Quanto ao Porto, o único voo previsto para Istambul, durante a tarde, não sofreu até agora quaisquer alterações.

No sábado ao início da tarde, os aeroportos de Istambul começaram a retomar a normalidade, depois da tentativa de golpe de Estado ocorrida na sexta-feira e que interrompeu durante a noite a maior parte do tráfego aéreo.

Segundo informou no sábado a agência espanhola Efe, a companhia aérea Turkish Airlines anunciou a normalização dos seus voos e perto do meio-dia que os quadros de informação nos aeroportos começaram a mostrar indicações relativas a voos internacionais programados ou já prontos a descolar.

Em declarações à cadeia televisiva NTV, o gerente da Turkish, Ilker Ayci, prometeu que, o mais tardar hoje, todos os passageiros poderiam retomar os seus voos.

O aeroporto de Atatürk foi rodeado por tanques de militares golpistas no início da noite de sexta-feira e todo o tráfego aéreo foi interrompido, mas durante a madrugada os militares retiraram-se e uma multidão tomou o recinto, altura em que finalmente aterrou o avião do Presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan.

Lusa

  • A cronologia de um golpe de Estado falhado
    3:14

    Mundo

    A tentativa de golpe de Estado na Turquia começou por volta das oito e meia da noite, hora de lisboa. As forças fiéis ao Presidente turco conseguiram controlar os revoltosos ao fim de duas horas, e depois de violentos confrontos. Num gesto invulgar, a população veio para as ruas para tentar conter o golpe de Estado.

  • Mais de 250 mortos na tentativa de golpe na Turquia
    2:29

    Mundo

    O governo turco quer vingança e pondera a reintrodução da pena de morte para executar os responsáveis pela tentativa de golpe de Estado. O dia ficou marcado pela detenção de milhares de militares, em todo o país. Mas o regime turco está também a levar a cabo uma purga no sistema judiciário. Os confrontos mataram mais de 250 pessoas, incluindo pelo menos 150 civis.

  • A morte das sondagens foi ligeiramente exagerada

    Opinião

    Um atentado sem efeitos eleitorais, sondagens que acertaram em praticamente tudo, inexistência do chamado eleitorado envergonhado. E um candidato que se situa no centro político com fortíssimas hipóteses de vencer a segunda volta. As presidenciais francesas tiveram uma chuva de acontecimentos anormais, mas acabam por ser um choque de normalidade. Pelo menos até agora...

    Ricardo Costa

  • Fuga de Vale de Judeus em junho de 1975 no Perdidos e Achados
    0:36

    Perdidos e Achados

    Prisão Vale de Judeus, final de tarde de domingo, dia 29 de junho de 1975. O plano da fuga terá sido desenhado por uma vintena de homens. Serrada a presiana metálica era preciso passar, para fora do edifício, as cabeceiras dos beliches onde os presos dormiam. Ao longo de cerca de uma hora 89 detidos, agentes da PIDE/DGS, a Polícia Internacional e de Defesa do Estado português extinta depois da revolução de 1974, fogem do estabelecimento prisional.

    Hoje no Jornal da Noite

  • Pj ainda não fez detenções relacionadas com atropelamento de adepto italiano
    1:52

    Desporto

    As autoridades policiais confirmaram à SIC que o atropelamento que fez este sábado uma vítima mortal, junto ao Estádio da Luz, não terá sido acidental. A Policia Judiciária já saberá quem foi o autor do atropelamento. O homem faria parte do grupo de adeptos do Benfica, que se envolveram em confrontos com adeptos do Sporting.