sicnot

Perfil

Mundo

Erdogan promete eliminar "os vírus" no Estado

O Presidente turco, Recep Erdogan, prometeu hoje eliminar "os vírus" facciosos no Estado, ao dirigir-se a uma multidão de simpatizantes depois da tentativa fracassada de golpe de Estado de sexta-feira.

© Alkis Konstantinidis / Reuter

"Vamos continuar a eliminar os vírus de todas as instituições do Estado. É um vírus, como um cancro, que se propaga a todo o Estado", afirmou Erdogan numa cerimónia na mesquita de Fatih, em Istambul, em memória das vítimas dos militares rebeldes.

De microfone na mão, o Presidente turco apelou também aos seus partidários para continuarem nas ruas a manifestar o apoio ao regime.

Lusa

  • Erdogan acusa mentores do golpe de serem seguidores de Fethullah Gülen
    1:57

    Mundo

    O golpe de Estado falhado na Turquia foi organizado por um grupo autodenominado "Movimento para a Paz na Nação". Defende mais respeito pelos direitos humanos e pelas liberdades. É inspirado pelo clérigo Fethullah Gülen exilado nos Estados Unidos e acusado de traição. As organizações próximas a Gülen já negaram qualquer ligação ao golpe, mas o Presidente Erdogan atribui-lhes a culpa.

  • Quem é o Presidente da Turquia
    2:13

    Mundo

    Apoiado pelos conservadores e pelos meios religiosos, o Presidente turco tem visto a popularidade cair nos últimos anos e já há quem lhe chame ditador e o acuse de tentar impor o islamismo no país. Recep Tayyip Erdogan tem 62 anos e ocupa o cargo desde 2014. Licenciou-se em Gestão e esteve preso quatro meses, depois de ter lido um poema num protesto. Estreou-se na política como presidente da Câmara de Istambul e foi primeiro-ministro do país entre 2002 e 2013.

  • O golpe de Estado falhado na Turquia
    3:48

    Mundo

    O último balanço do golpe de Estado falhado na Turquia é de 194 mortos (civis e militares), mais de 1.150 feridos e 2.800 detidos. O Presidente Erdogan que já regressou a Ancara diz que a situação está controlada, mas apelou à população para se manter nas ruas. A capital e Istambul, a maior cidade do país, foram os principais palcos da revolta militar. As tropas revoltosas falavam em restaurar a Democracia e a Constituição.

  • DIRETO: Célula terrorista preparava grande atentado na Catalunha

    Ataque em Barcelona

    Uma das vítimas mortais do atentado em Barcelona era de Lisboa e há uma outra portuguesa, a sua neta, desaparecida. A polícia procura quatro jovens e há outras quatro detenções confirmadas. Os autores dos ataques na Catalunha, que mataram 14 pessoas e feriram 140, pertenciam ao mesmo grupo. Siga aqui as últimas informações, ao minuto.

    Em atualização

  • Vídeo mostra passagem da carrinha a alta velocidade nas Ramblas
    0:33
  • O momento em que os suspeitos foram abatidos em Cambrils
    2:35

    Ataque em Barcelona

    Em Cambrils, também na Catalunha, foram mortos cinco alegados terroristas que atropelaram várias pessoas, uma morreu e seis ficaram feridas, quando escapavam a uma perseguição policial, esta madrugada. As autoridades investigam uma eventual relação entre os dois atentados. Nota: chamamos à atenção para a violência das imagens, que podem chocar os espetadores mais sensíveis.

  • Nível de ameaça terrorista em Portugal continua moderado
    1:31

    Ataque em Barcelona

    O primeiro-ministro garantiu hoje que, para já, o nível de ameaça terrorista em Portugal não vai ser alterado (o nível está no 4 em 5). Já o Presidente da República disse que não há tolerância possível e garante que há medidas preparadas caso o mesmo cenário venha a acontecer em Portugal.

  • Vento e calor provocam reacendimentos em Mação
    1:55

    País

    As temperaturas altas e o vento forte estão a provocar reacendimentos em Mação. No terreno mantêm-se cerca de 800 bombeiros, numa altura que que há receio que as chamas voltem a ficar ativas, como explica o repórter Rui Carlos Teixeira.