sicnot

Perfil

Mundo

Autoridades turcas já detiveram 103 generais e almirantes

As forças de segurança turcas já detiveram 103 generais e almirantes desde o golpe de Estado falhado de sexta-feira e prossegue a "grande limpeza" que o Presidente Recep Tayyp Erdogan pôs em marcha.

© Kenan Gurbuz / Reuters

O Presidente turco já admitiu reintroduzir a pena de morte para punir os golpistas, enquanto os países aliados da Turquia têm alertado o chefe de Estado contra o uso excessivo de força e apelado ao respeito do Estado de direito.

No total, cerca de 6.000 militares já estão sob custódia policial, acusados de participar no golpe e de apoiar ou pertencer à rede de Fethullah Gülen, exilado nos Estados Unidos e que o Governo turco acusa de estar por detrás da intentona militar.

Os 103 generais e almirantes foram detidos em rusgas por todo o país, informaram os media oficiais, segundo os quais os militares estão agora a ser presentes a tribunal, onde será decidido se ficam em prisão preventiva.

Quase 3.000 mandados de detenção foram emitidos contra juízes e procuradores desde a tentativa de golpe, que oficialmente fez pelo menos 290 mortos, entre os quais mais de 100 golpistas.

A direção geral de Segurança da Turquia anunciou também hoje que já suspendeu 7.850 agentes por suspeita de ligação ao golpe falhado, segundo a edição eletrónica do diário Hürriyet.

Unidades da polícia antiterrorista de Istambul estiveram hoje na academia da força aérea da metrópole, em busca de partidários do golpe, anunciou a agência Anadolu, citada pela AFP.

O general Mehmet Disli, que conduziu a operação que resultou na captura do chefe do Estado Maior do Exército, Hulusi Akar, durante a tentativa de golpe de Estado, foi também detido, informaram responsáveis turcos.

Um total de 36 generais foi detido até ao momento e a agência Dogan informou que 10 deles foram colocados em prisão preventiva pela justiça.

Erdogan apelou aos cidadãos que se mantenham nas ruas, mesmo depois de derrotados os golpistas, naquilo que as autoridades descrevem como uma "vigília" pela democracia.

Novas manifestações de apoio ao presidente ocorreram por todo o país no domingo à noite, segundo a AFP.

Milhares de apoiantes de Erdogan, empunhando bandeiras da Turquia, encheram a praça de Kizilay, em Ancara, e a praça Taksim, em Istambul.

A agência Anadolu informa que 1.800 agentes das forças especiais de elite da polícia foram enviadas de outras províncias para garantir a segurança em Istambul.

O diretor de segurança de Istambul, Mustafa Caliskan, ordenou aos seus agentes que derrubem qualquer helicóptero não autorizado que sobrevoe a cidade.

Segundo a agência Anadolu, Erdogan deu ordem a aviões de combate F-16 para que patrullhem o espaço aéreo de todo o país, especialmente em torno de Istambul.

Onze militares suspeitos de envolvimento no golpe foram detidos domingo no aeroporto de Sabiha Gokcen, em Istambul e registaram-se confrontos entre golpistas e forças de segurança numa base aérea da cidade central de Konya.

Lusa

  • "Estamos vivos"
    11:41

    Reportagem Especial

    Os incêndios de 15 de outubro provocaram sete milhões de euros de prejuízos em empresas da região Norte. Castelo de Paiva foi o concelho mais atingido, o fogo destruiu várias casas e empresas que davam trabalho a cerca de 200 pessoas. Um mês depois do incêndio, a Reportagem Especial da SIC foi ver o que está a ser feito para ajudar a população.

  • Administrador recebia 420 mil € por ano quando aldeamento passava dificuldades
    4:39

    Operação Marquês

    A Caixa Geral de Depósitos tentou cortar para metade o salário do presidente do Conselho de Administração de Vale do Lobo, mas não conseguiu. Diogo Gaspar Ferreira ganhava 420 mil euros por ano, quando o empreendimento estava enterrado em dívidas. A Autoridade Tributária estima também que o arguido da Operação Marquês não tenha declarado 400 mil euros pagos pelo aldeamento.

  • Estudante português desaparecido no mar Báltico

    País

    Um jovem português de 21 anos desapareceu na segunda-feira, dia 13 de novembro, enquanto fazia uma viagem de cruzeiro entre a cidade finlandesa de Helsínquia e a capital da Suécia, Estocolmo. As autoridades locais fizeram buscas na madrugada em que Diogo Penalva caiu ao mar Báltico, por volta das duas da manhã.

  • Notas e moedas têm os dias contados?
    6:27
  • Marcelo e Costa unidos contra contagem do tempo integral de serviço dos professores
    2:45

    País

    Em menos de 24 horas, o Presidente da República e o primeiro-ministro deram publicamente sinais de que estão unidos contra a contagem de todo o tempo de serviço de professores e outros agentes do Estado para efeitos salariais. Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa disseram que essa possibilidade é uma ilusão e que o país não tem condições para voltar aos níveis anteriores à crise.

  • Político oferece 1,3 milhões por decapitação de atriz

    Mundo

    Deepika Padukone é uma das personagens principais do filme que retrata a relação entre uma rainha hindu e um governante muçulmano. O filme enfureceu um político do Governo indiano, que ofereceu 1,3 milhões de euros como recompensa a quem decapitasse a atriz. A polícia já destacou agentes para proteger a atriz, bem como a sua família.

  • Paris inaugura primeiro restaurante naturista

    Mundo

    Para entrar, é preciso retirar a roupa e apenas as mulheres podem permanecer calçadas. O primeiro restaurante naturista de Paris abriu em novembro para responder a uma necessidade em França, principal destino do mundo para os praticantes de nudismo.

  • Peru faz aparição especial na Casa Branca
    1:10

    Mundo

    Os norte-americanos estão a preparar-se para o tradicional Dia de Ação de Graças, assinalado na próxima quinta-feira. O tradicional peru fez esta terça-feira uma aparição especial na sala de conferências de imprensa, na Casa Branca, em Washington. O peru é o prato tradicional no Dia de Ação de Graças, uma data de louvor a Deus, que remonta ao século XVII e que é celebrada na quarta quinta-feira de novembro, sobretudo nos Estados Unidos da América e no Canadá.

  • Sara Sampaio brilha em Xangai
    1:50