sicnot

Perfil

Mundo

Coreia do Norte dispara três mísseis balísticos

A Coreia do Norte disparou três mísseis balísticos hoje, anunciaram as Forças Armadas da Coreia do Sul.

© Damir Sagolj / Reuters

A semana passada a Coreia do Norte tinha feito ameaças por causa da implementação na Coreia do Sul pelos Estados Unidos de um sistema antimíssil.

Os mísseis, lançados na cidade de Hwangiu, voaram entre 500 e 600 quilómetros em direção ao mar do Japão, referiram, em comunicado, os líderes dos ramos das Forças Armadas.

As Forças Armadas da Coreia do Sul salientaram que os mísseis lançados foram os suficientes para "atingir toda a Coreia do Sul".

As tensões têm aumentado desde que Pyongyang realizou o seu quarto teste nuclear, em janeiro, seguido de uma série de lançamentos de mísseis.

A semana passada, a Coreia do Norte ameaçou tomar uma "ação física" não especificada, depois de Washington anunciar a colocação de um sistema de defesa antimíssil na Coreia do Sul para combater a crescente ameaça de Pyongyang.

Lusa

  • Bernardo Silva no City? O que Pep Guardiola disse ao português na Champions
    0:34
  • A promessa e a peregrinação do Presidente no Luxemburgo
    2:28
  • "O Brasil não parou e não vai parar"
    1:33

    Mundo

    O Presidente do Brasil diz ter condições para continuar à frente do Palácio do Planalto. Num vídeo publicado no Twitter, Michel Temer garante que o país não parou, nem vai parar, mas há uma nova gravação que pode comprometer o futuro do chefe de Estado.

  • Trump empurra líder do Montenegro para ficar à frente na fotografia

    Mundo

    A reunião de líderes dos Estados-membros da NATO, que decorreu esta quinta-feira em Bruxelas, na Bélgica, ficou marcada por um momento insólito em que o Presidente norte-americano não quis abdicar de ficar no melhor plano possível nas fotografias de grupo. Nem que para isso tenha sido necessário empurar o líder de outro país.

  • O humor de John Kerry nas críticas a Trump
    0:40

    Mundo

    John Kerry criticou as ligações de Donald Trump com a Rússia durante um discurso de abertura, na Universidade de Harvard. O ex-secretário de Estado norte-americano disse, em tom de brincadeira, que se os jovens querem vingar na política, devem primeiro aprender a falar russo.

  • O papel da religião no quotidiano
    24:57