sicnot

Perfil

Mundo

Milhares de turcos manifestam apoio a Erdogan

Milhares de pessoas reuniram-se ontem em Istambul e Ancara para prestar apoio ao presidente turco, na sequência do golpe de estado falhado de sexta-feira. Três dias depois da tentativa de golpe, as autoridades turcas apelaram à população para ficar mobilizada, enquanto multiplicaram as prisões entre os membros do exército e da justiça.

© Baz Ratner / Reuters

As manifestações concentraram-se na praça Taksim, em Istambul, e na praça Kizilay, em Ancara, onde era esperada a presença de Erdogan, que acabou por não aparecer.

"Durante o dia vamos trabalhar. À noite, depois do trabalho, continuamos a nossa vigília nos locais públicos", disse o primeiro-ministro turco, Binali Yildirim, perante a multidão na capital.

A Turquia foi alvo de uma tentativa de golpe de Estado na sexta-feira à noite, mas o Presidente, Recep Erdogan, e Governo recuperaram o controlo do país no sábado.

O último balanço do Governo turco aponta para 290 mortos entre revoltosos (100) e civis e forças leais a Erdogan (190), mais de 1.400 feridos, cerca de 6.000 detidos e cerca de 3.000 mandados de prisão emitidos contra juízes e procuradores.

Com Lusa

  • Erdogan lança purga na justiça e no exército
    2:16

    Mundo

    O golpe de estado falhado, na Turquia, está a legitimar uma purga nas forças armadas e na justiça. A pretexto da segurança nacional, Erdogan já mandou prender seis mil pessoas. Esta tarde, durante os funerais de seis das vítimas da rebelião, o presidente turco voltou a falar da reintrodução da pena de morte.

  • O perfil do homicida de Barcelos
    2:42

    País

    Adelino Gomes Briote já tinha sido condenado por ofensas à integridade física da sogra e de uma filha. Em seis meses esta foi a segunda vez que o homem acusado do quádruplo homicídio em Barcelos esteve perante a justiça.

  • "Um Lugar ao Sol"
    17:05
  • Trump diz que Obamacare vai "colapsar"

    Mundo

    O Presidente norte-americano tentou desvalorizar a derrota política sofrida na sexta-feira no Congresso, ao desistir da revogação da lei de saúde pública do seu antecessor, conhecida como Obamacare, afirmando que esta vai colapsar por si mesma.

  • Milhares nas cerimónias fúnebres de dirigente do Hamas

    Mundo

    Milhares de palestinianos participaram nas cerimónias fúnebres de um dirigente do Hamas, assassinado esta sexta-feira, na Faixa de Gaza. Vários homens armados acompanharam o cortejo fúnebre até à mesquita, onde se fizeram as últimas orações.

  • Guerra na Síria não dá tréguas
    1:51

    Mundo

    Na Síria e ao mesmo tempo que decorrem novas negociações de paz, a guerra não dá tréguas. As imagens mostram o resultados dos últimos raides aéreos nos subúrbios de Damasco. O balanço provisório é de mais de 30 mortos e pelo menos 50 feridos.